Você está aqui
Início > Policia > “GOLPE DO CARRO QUEBRADO” FAZ VÍTIMA EM VIÇOSA

“GOLPE DO CARRO QUEBRADO” FAZ VÍTIMA EM VIÇOSA

Criminoso liga pedindo dinheiro depois que teve problemas com o carro na estrada. Vítima acredita ser um parente ou amigo próximo.

O golpe se tornou comum. O criminoso liga para a vítima e procura sensibilizá-la se passando por um parente ou amigo próximo e pedindo que ela empreste dinheiro, pois está com o carro quebrado na estrada. Nesta semana, uma aposentada de 57 anos, residente do Centro de Viçosa, foi vítima desse golpe. Um rapaz ligou para a casa dela se passando por um amigo e dizendo que havia sofrido um acidente na estrada entre Ponte Nova e Acaiaca. Ele pediu que a senhora depositasse R$ 1,5 mil em uma conta bancária do Banco do Brasil AG 3005, CC 43403-5. A aposentada depositou e ainda passou informações pessoais, como o número do CPF.

Não é difícil escapar do golpe. Ao receber uma ligação dessa natureza, a pessoa deve checar as informações ligando para o número de telefone verdadeiro do parente ou amigo ou contatar alguém próximo à pessoa. Algumas vezes, as ligações partem de dentro de presídios.

Outra senhora, essa de 48 anos de idade, também recebeu esse tipo de ligação recentemente. Um suposto sobrinho, que saía de Belo Horizonte para Viçosa, teria quebrado o carro na estrada e precisaria de dinheiro para pagar o mecânico.

– Me ligaram falando que era meu sobrinho Derley e que estava vindo de Belo Horizonte. Só que o carro quebrou em Mariana e ele precisava levar em um mecânico. Então, ele passou o número do mecânico. Era para falar com Bruno Israel. Olha o nome, né! O número dele é (62) 8483-1114. Eu liguei, e o suposto mecânico disse que o conserto do carro custaria R$ 1 mil, mas que ele não aceitava nem cheque nem cartão. Eu achei estranho. Depois, o Derley ligou e pediu o dinheiro dizendo que quando chegasse aqui, que ele me pagaria. Eu disse que não tinha dinheiro naquela hora – relata a senhora.

O golpista insistiu e pediu que a senhora colocasse crédito no celular dele.

– Ele disse: “Tem 50 reais pra colocar crédito no meu celular? Porque eu não tenho e preciso ligar pro meu banco”. Ah! Eu também não tenho não – resistiu a senhora.

No caso dessa senhora, que não quis se identificar, o DDD do celular do golpista era 62, ou seja, do Estado de Goiás. O número era (62) 8492-3274.

Pedro Vital

Deixe uma resposta

Top