Você está aqui
Início > Cidade > Resistência dos moradores impede combate ao mosquito da dengue

Resistência dos moradores impede combate ao mosquito da dengue

Nos últimos dias o Aedes Aegypti, o famoso mosquito da dengue deixou todo o país em estado de alerta após o Ministério da Saúde confirmar um surto de microcefalia ,principalmente nos estados do nordeste causado pelo  Zika Vírus, também transmitido pelo mosquito da dengue.

Com a chegada do verão entre os meses de dezembro e março de 2016, os casos de dengue aumentam consideravelmente podendo  chegar a surtos da doença, pois  à um aumento nas temperaturas deixando o clima quente e as chuvas também aumentam. Se tornando um cenário perfeito para a proliferação das larvas do Aedes Aegypti.

Semana-de-Combate----Dengue-e-Febre-Chikungunya-inicia-em-Garanhuns1

O último Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), realizado em Viçosa em outubro deste ano, apresentou média geral de 0,2%, o que significa que a cidade apresentou baixo índice de infestação do mosquito. A coordenadora do Setor de Vigilância Ambiental, Lilian Souza, alerta que esse dado pode parecer tranquilizante, mas deve-se levar em conta que o levantamento foi realizado em um período de escassez de chuvas, o que não propicia a proliferação. “O próximo LIRAa será realizado no início de 2016, ainda em janeiro, e por estarmos em um período crítico com e propício para o aumento de criadouros, o índice deve aumentar”, comentou Lilian, que ainda ressaltou a importância desse levantamento no sentido de identificar os bairros e regiões com maior número de criadouros, possibilitando assim o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas.

Combate ao Mosquito

A principal e a forma eficaz de se combater o mosquito da dengue é a prevenção, partida principalmente da população, já que os maiores focos de criação do mosquito estão localizados dentro das residências e quintais. E para ajudar no combate a Prefeitura de Viçosa envia as residências os agentes de endemias, que buscam por criadores do mosquito e a conscientização dos moradores.

Mesmo com todas as campanhas de orientação e apelo pela participação dos cidadãos no combate ao Aedes aegypti, os Agentes de Controle de Endemias ainda encontram dificuldades para ter acesso a residências e condomínios para realização de vistorias e aplicação de larvicidas. O Setor de Vigilância Ambiental informou que o índice de pessoas que não autorizam a entrada dos Agentes é alto e afeta diretamente o sucesso das ações de combate. Segundo Ronilsom da Silva Vieira,  chefe do Departamento em Vigilância a Saúde de Viçosa.

Ainda segundo Ronilsom com as férias da universidades o combate ao mosquito é ainda mais difícil, por que muitos alunos retornam para suas cidades, e suas casas aqui em Viçosa são fechadas durante 3 meses impedindo a entrada dos agentes e fazendo com que o mosquito possa reproduzir-se livremente.

Dengue em Números 

Segundo dados divulgados no último dia 15 deste mês, foram registrados 212 casos suspeitos e a confirmação de 132 pessoas infectadas com o vírus da dengue e um caso de morte por dengue hemorrágica. Já em relação à Febre Chikungunya houve apenas a confirmação de uma pessoa infectada, em relação ao Zika Vírus até o momento não houve nenhum caso registrado no município.

Combate ao Mosquito

Para combater a dengue o instituto Oswaldo Cruz lançou a campanha “10 MINUTOS CONTRA A DENGUE”, que visa despertar na população o interesse de separar apenas 10 minutos por semana para combater o mosquito.

Algumas dicas para acabar de vez com o mosquito da dengue na sua casa e na casa de seus vizinhos:

# Mantenha a casa limpa e sem água parada para evitar os possíveis criadouros: nada de manter pratinhos de plantas com água, garrafas pet ou qualquer objeto que facilite o acúmulo de água;

19de3c77aa99d0babc94c199cade8402

# Dê um cuidado especial ao armazenamento e destinação do lixo. Jamais descarte qualquer material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos. Latas, caixas de leite e similares, é recomendável retirar o fundo para descartar;

# Mantenha as calhas livres de folhas para evitar represamento de água;

noticia_179518_img1_bpdengue

# Mantenha limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;

# Mantenha piscinas devidamente tratada com cloro;

# Cuidados extras para reservatórios de água: caixas de água devem estar bem tampadas e vedadas. Se optar em armazenar água das chuvas, é importante que tampe bem os recipientes.dengue-2013-2

O melhor meio de evitarmos o mosquito da dengue e suas diversas doenças é a prevenção, é dever de cada um de nós cuidarmos das nossas casas evitando que o mosquito tenha pontos de procriação, e também mobilizar nossos familiares e vizinhos para um combate forte contra o mosquito da dengue.

Deixe uma resposta

Top