Você está aqui
Início > Cidade > PASSA DE 40 O NÚMERO DE REGISTROS DE OCORRÊNCIAS PELA DEFESA CIVIL DE VIÇOSA

PASSA DE 40 O NÚMERO DE REGISTROS DE OCORRÊNCIAS PELA DEFESA CIVIL DE VIÇOSA

As chuvas dos primeiros dias do mês resultaram em 27 ocorrências na cidade. A Defesa Civil registrou, ontem(4), também, outras 14 na zona rural de Viçosa.

Houve pontos de alagamentos em estradas rurais. Uma ponte de acesso à comunidade de Santa Teresa foi levada pela força da correnteza. A reconstrução da passagem está prevista para quinta-feira (7).

Hoje a Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento Rural está empenhada na manutenção de três pontes que apresentaram necessidade de intervenção nas comunidades do Buieié e Estação Velha/Zig-Zag. Já  amanhã(6) os trabalhos serão feitos em uma ponte comprometida de acesso à comunidade da Paula.

Na zona urbana, as ocorrências registradas pela Defesa Civil foram de deslizamento de barrancos e queda de muros, sendo a maioria deles possivelmente ocasionados por cortes irregulares de talude e obras de muros de contenção feitas em desacordo com a legislação e/ou sem orientação técnica adequada.

Nos bairros Sagrada Família, Estrelas, Nova Viçosa, Novo Silvestre, Amoras e Posses e nos distritos de São José do Triunfo e Cachoeira de Santa Cruz alguns moradores tiveram suas residências invadidas pelo barro que desceu de taludes localizados atrás destas casas. No Distrito de Cachoeira de Santa Cruz foi registrado o rompimento de um açude, que causou alagamento parcial de uma residência. Duas famílias tiveram que desocupar suas residências, uma em Novo Silvestre e outra em Posses.

As chuvas registradas nestes quatro primeiros dias de dezembro foram suficientes para encher as represas da bacia do São Bartolomeu e ainda subir o nível do Rio Turvo Sujo em aproximadamente três metros por algumas horas. A média de chuva registrada pelos pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) chegou aos 108 mm somente nesta segunda-feira.

A Prefeitura de Viçosa providenciou caçambas para atendimento às famílias de baixa renda para que terra, barro e entulhos pudessem ser retirados de residências e também está tomando providências em relação às obras irregulares.

Com informações de G1 Zona da Mata

Deixe uma resposta

Top