Você está aqui
Início > Cidade > VIÇOSA OFICIALIZA REGISTRO DE NÚMERO DE PORTADORES DE AIDS NA CIDADE ESTE ANO

VIÇOSA OFICIALIZA REGISTRO DE NÚMERO DE PORTADORES DE AIDS NA CIDADE ESTE ANO

Neste ano a Secretaria de Saúde de Viçosa registrou 18 casos de AIDS na cidade. Em 2015 foram 47 casos e, em 2016, 39 pessoas foram diagnosticadas com o vírus HIV. A cidade aderiu a campanha Dezembro Vermelho para lembrar da importância da prevenção e do diagnóstico precoce às doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS, Sífilis e Hepatites virais.

Em relação à Sífilis adquirida, a Secretaria de Saúde registrou este ano 5 casos na cidade. Em 2016  21 registros e, em 2015, 6 casos. Não tivemos nenhum caso de Sífilis em gestante na cidade, em contrapartida, em 2016 foram 7 casos e, em 2015, 6 notificações.

Esse é o primeiro ano que a campanha Dezembro Vermelho está sendo realizada a nível nacional. Ela foi instituída pela Lei 13.504 e tem o intuito de chamar atenção para as medidas de prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas vivendo com HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis. A escolha do mês foi em função do Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no dia 1 de dezembro.

Em Viçosa a secretaria de Saúde programou para o mês uma série de ações para divulgar os serviços e programas que são oferecidos na rede pública na cidade. Durante todo o mês as recepções das UBS dos bairros e outras unidades de saúde estarão personalizadas com o tema da campanha.

Nesta sexta-feira(15), acontece uma intervenção no calçadão da rua Arthur Bernardes, no Centro, para divulgação da campanha. Uma tenda será montada em frente à Câmara Municipal, onde serão oferecidos testes rápidos de HIV, Sífilis, e Hepatites B e C. Os exames são gratuitos e o resultado é informado na hora.

Também a partir de sexta-feira, esses mesmos exames estarão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade. Segundo a coordenadora da Atenção Primária em Saúde de Viçosa, Luciane Azevedo, as equipes de enfermeiros e agentes comunitários de saúde foram capacitados para realizarem os testes. “A equipe do serviço especializado em DST/aids da secretaria de Saúde capacitou os colaboradores das UBS ensinando a maneira adequada de acolher, orientar e encaminhar os pacientes se for o caso”, completou.

No início deste mês o quadro “Falando de Saúde” do programa Bom Dia Cidade da Rádio Montanhesa FM 106,5 conversou com Maria Aline Rocha Pires, enfermeira especialista em Vigilância em Controle de Infecção, que explicou aos ouvintes o que é o HIV, formas de prevenção e tratamento. Confira:

Deixe uma resposta

Top