“SITUAÇÃO FINANCEIRA DE VIÇOSA É COMPLICADÍSSIMA”, GARANTE PREFEITO
22 de outubro de 2014

Ângelo Chequer revelou que deverá tomar empréstimo para município honrar folha de pagamento. Dados preliminares apontam para 2015 ainda pior.

Em reunião com correligionários do PSDB, o prefeito Ângelo Chequer revelou que o município de Viçosa enfrenta sérias dificuldades financeiras. De acordo com Chequer, será necessário, ainda neste ano, que o município recorra a um empréstimo bancário no valor de R$ 4 milhões apenas para suprir a folha de pagamento dos funcionários públicos.

– A previsão do município é de arrecadar, de outubro a dezembro, algo em torno de R$ 10 milhões, sendo que as despesas com a nossa folha de pagamento (neste período) será algo em torno de R$ 14 milhões e, talvez, seja necessário fazer um empréstimo para honrarmos o 13º (salário) dos nossos funcionários – admite o prefeito.

O que preocupa ainda mais a administração municipal são os dados preliminares da Secretaria de Finanças para o próximo ano fiscal. De acordo com a repartição, a previsão orçamentária de receita de recursos próprios para 2015 é de R$ 77.320.200,00.

O valor seria insuficiente para todas as despesas previstas somadas a alguns investimentos necessários de melhoria do serviço público dos órgãos do município. O prefeito explicou como boa parte desses recursos já está empenhada.

– 10% vão para o Fundeb, que é uma obrigação constitucional. Sobram R$ 66 milhões, porém R$ 62,5 milhões já estão engessados para folha de pagamento, gastos com transporte escolar, merenda escolar, entre todos os outros gastos da administração pública. Então, me sobram R$ 3,5 milhões para eu dividir em dez secretarias. Isso para o ano que vem. Então, a situação financeira de Viçosa é complicadíssima. Muito complicada – exclama Chequer.

Para maiores investimentos, o município dependerá de recursos das esferas federal e estadual. A partir de uma verba como essa será possível asfaltar algumas ruas da cidade, dentre elas a Avenida Bueno Brandão (Balaústre).

– Eu queria comunicar uma parceria do Governo de Minas Gerais com o nosso governo, que tem previsto R$ 1,8 milhão para asfaltar diversas ruas de toda a nossa cidade. Então, hoje mesmo, eu estou enviando um projeto para o Governo de Minas Gerais, aproveitando esses últimos três meses do atual governo, que é na ordem de R$ 300 mil para asfaltar o Balaústre – revela o prefeito.

Pedro Vital

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade