fbpx
Polícia

ADOLESCENTE DE 16 ANOS AMEAÇA MÃE E FAZ TIA REFÉM EM NOVA VIÇOSA

Um adolescente de 16 anos ameaçou, com uma faca, a própria mãe, na última quinta-feira (1°) por volta das 11h, na Rua Maria dos Anjos Chagas, no Bairro Nova Viçosa. O jovem pediu dinheiro à mãe para comprar drogas, porém Eni do Carmo dos Santos não atendeu ao pedido do jovem. O adolescente pegou uma faca e ameaçou a própria mãe de morte. Eni saiu de casa e correu para a rua.

Nesse momento, um senhor de 51 anos que passava pelo local tentou ajudar Eni, porém o adolescente também o ameaçou ao encostar com a faca em sua barriga. Com isso, o senhor se afastou. Nervoso, ao perceber que a mãe havia fugido, o jovem foi até a rua acima da sua casa e fez refém a sua tia Nilza Maria dos Santos, colocando duas facas contra o pescoço dela. De acordo com a vítima, o jovem dizia que “ela iria pagar por tudo que estava acontecendo na vida dele”. O adolescente de 16 anos obrigou a tia a ir até a casa dele, onde ele a trancou.

Em seguida, o jovem saiu na rua à procura de sua mãe e a encontrou ao lado de policiais. O menor segurava, nesse momento, uma foice em uma mão, uma faca em outra mão e portava mais duas facas na cintura. Ele foi em direção à mãe gritando que a mataria. O policial ordenou que o menor largasse as armas. O indivíduo não obedeceu e disse que “não tinha medo de nada, nem da polícia”.

A PM pediu reforço. O jovem correu para dentro da residência e saiu de lá com a tia Nilza em frente ao seu corpo como refém. Ele disse que só liberaria sua tia caso sua mãe aparecesse. Mesmo com a presença de Eni, o menor não abandonou as armas. Os policiais continuaram a conversar com o jovem que, em um momento de descuido, foi atingido por um disparo de borracha calibre 12. Ao receber o impacto, o jovem deixou cair as armas. Ele foi imobilizado e recebeu voz de prisão.

As vítimas, Eni e Nilza, foram levadas para o Hospital São João Batista e, após liberadas, foram conduzidas junto com o menor para a delegacia de Ubá.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo