fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Cesta básica e planos de saúde pesaram na inflação de janeiro em Viçosa

A inflação em Viçosa chegou a 4,46%, em janeiro, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Viçosa, calculado pelo Departamento de Economia da UFV. Esse valor foi bem superior ao registrado em dezembro (0,84%) e o maior para o primeiro mês do ano desde a criação do Plano Real, em 1994.

IPC

Dos sete grupos que compõem o IPC, os maiores impactos foram verificados em Saúde e Cuidados Pessoais e Alimentação. O aumento dos preços dos bens do Grupo Saúde e Cuidados Pessoais representou 36,62% do valor de 4,46% do IPC-Viçosa de janeiro. Além do reajuste de 22,64% nas mensalidades dos Planos de Saúde, também foi constatada elevação nos preços das consultas médicas, da assistência odontológica e da assistência hospitalar e laboratorial.

Já o Grupo Alimentação foi responsável por 33,10% do IPC Viçosa. Esse percentual é resultante do aumento de preço de tubérculos, raízes e legumes (24,19%), frutas (18,61%) e hortaliças e verduras (8,20%), em decorrência das chuvas fortes e constantes de janeiro. O custo da cesta básica também apresentou elevação de 12,17%, bastante superior à verificada em dezembro (2,92%).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo