Servidores da educação enceram greve em Teixeiras, mas podem voltar a qualquer momento
13 de maio de 2016

Parte dos servidores municipais de educação da cidade de Teixeiras estavam em greve desde  dia 25 de abril até o dia 04 de maio. Segundo a Secretaria de Educação do município cerca de 800 alunos ficaram sem aula. A greve foi realizada pelos professores e técnicos administrativos contratados e efetivados, a principal reivindicação dos grevistas é o pagamento do reajuste de 11,36% do piso da categoria.

Na noite do último dia 29 de abril os professores e servidores se reuniram na Câmara de Vereadores do município para discutir o reajuste de 5,89% que o prefeito Francisco Márcio da Silva Teixeira aos servidores. Indignados com a proposta da prefeitura os servidores decidiram continuar em greve.

Nesta semana os servidores e a Prefeitura entraram em um acordo depois que o executivo ofereceu um reajuste de 7,5%. Segundo Paulo Grossi diretor estadual do SindUte com subsede em Viçosa, a greve foi parcial contando com cerca de 80% dos servidores aderiram à greve; e que algumas escolas estavam funcionando com turnos reduzidos. Ele contou que os servidores voltaram ao trabalho nesta quinta-feira 05, mas, continuam em estado de greve.

Servidores em reunião no último dia 29 de abril.
Servidores em reunião no último dia 29 de abril.

Paulo disse, que no próximo dia 15 será votado o novo reajuste oferecido pelo executivo. Paulo completou dizendo que o projeto de reajuste salarial dos técnicos administrativos ainda não foi apresentado pela Prefeitura e caso esse projeto não seja apresentado e as reivindicações dos servidores não sejam atendidas, no dia seguinte a votação os professores e técnicos retornam com a greve no município.

Publicidade

NOVO ENDEREÇO NA RUA DOUTOR MILTON BANDEIRA, 34 – LOJA: 01 – CENTRO
WhatsApp (31) 9 8675-7021

Publicidade

(31) 3892-7686

Publicidade

(31) 3891-2524

Publicidade

Publicidade

Publicidade