Eleitores entram em confronto com a PM durante comemoração em Ervália
3 de outubro de 2016

A cadeira da Prefeitura de Ervália ainda não tem nome definido. Devido a impugnação do candidato Edson Rezende e por isso o futuro da Prefeitura de Ervália será definido pela justiça. De acordo com o TSE o atual prefeito Nautinho (PSDB) contou com o apoio de 6.170 eleitores já o seu concorrente Edson Resende (DEM) conquistou o voto de 7.272 ervalenses, que foram as urnas para decidirem os rumos da cidade pelos próximos quatro anos.

Logo após a apuração das urnas diversos eleitores que votaram no candidato Edson Resende foram para as duas principais praças da cidade a Arthur Bernardes (Praça da Prefeitura) e  a Praça Getúlio Vargas  (Praça da Matriz) foram pra rua para comemorarem a vitória nas urnas, vitória essa que será decidida pela justiça.

De acordo com uma decisão da Juíza Eleitoral Daniele Viana da Silva não é permitida a realização de  festas durante o período eleitoral após às 21 hs, e por causa dessa decisão às 21hs da noite deste domingo 02, policiais militares que trabalhavam na segurança das eleições fez com que todos os carros de som fossem desligados cumprindo a decisão da juíza.

Algumas pessoas que estavam na comemoração não gostaram que o som fosse desligado e jogaram pedras, garrafas e atiraram rojões contra os policiais, que se defenderam disparando balas de borracha e bombas de efeito moral contra a multidão. Minutos depois outros policiais se deslocaram até o centro de Ervália para darem apoio aos policiais que estavam sendo atacados por cerca de 300 pessoas de acordo com o boletim de ocorrências.

A correria e a gritaria tomou conta da pequena cidade que viveu momentos de guerra.

Confira nos vídeos o confronto entre os policiais e a população: 

 

Por volta das 22hs  grande parte dos eleitores já tinham voltado para suas casas com medo da violência, que tomou conta da pequena cidade. Ainda de acordo com a Polícia Militar cerca de 30 pessoas continuaram a atacar os policiais com pedras, garrafas e lança-rojões.

Os policiais conseguiram identificar e prender nove pessoas, entre elas menores de idade em flagrante e outras oito pessoas foram liberadas, mas ainda nesta segunda-feira 03, eles tinham que comparecer a delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

Camêras de segurança de um estabelecimento comercial no Centro de Ervália mostra o momento em que  pelo menos oito policiais abordam um homem que estava acoado na parede e lhe agride com golpes de cassetete e chutes por todo o corpo. Logo em seguida o homem é algemado e levado para dentro de uma viatura.

 

Todos os detidos foram encaminhados para o Presídio da cidade e os menores de idade estão sobe os cuidados do Ministério Público, que fica responsável pelo futuro dos menores em relação ao confronto.

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade