PolíticaRegião

Ervália não tem prefeito definido para os próximos 04 anos

O candidato a Prefeitura de Ervália Edson Rezende (DEM) obteve no último domingo 7.272 votos com 100% das urnas apuradas e o seu concorrente o atual prefeito Nautinho (PSDB) recebeu 6.170 votos. Mas o município ainda tem a sua situação política indefinida.

Os votos que elegeram Edson Resende foram considerados nulos, pois o mesmo se encontra com candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) e terá que aguardar decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília, após entrar com recurso.

 

Edson Rezende foi o candidato mais votado em Ervália, mas depende da justiça para poder assumir a Prefeitura.
Edson Rezende foi o candidato mais votado em Ervália, mas depende da justiça para poder assumir a Prefeitura.

Segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral, o Edson Resende responde a condenações do Tribunal de Contas da União (TCU), sob suspeita de crimes de improbidade administrativa, o que infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei da Ficha Limpa.
No entanto, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele não assumirá em nenhuma hipótese e, caso o último recurso do prefeito eleito também seja negado, o município de Ervália terá novas eleições, de acordo com a reforma na legislação eleitoral de 2015.
O julgamento de todos os recursos de candidatos indeferidos irá acontecer até o dia 19 de dezembro, data limite para os municípios realizarem a diplomação dos prefeitos eleitos em todo território nacional.
O candidato Edson Resende apenas poderá ser diplomado em caso de aprovação do recurso e deferir sua candidatura. Se esse processo se alongar até 2017, o presidente da Câmara de Vereadores deve assumir a prefeitura até a decisão judicial ou a realização de novas eleições.

Denúncia de irregularidade
A candidatura de Edson Resende foi indeferida pela Justiça Eleitoral após um pedido da coligação “Unidos Por Ervália”, formada pelos Partidos PSDB, SD, PR, PSB e PT, que lançou como candidata à reeleição o atual prefeito, Nauto Euzébio (PSDB).
Segundo a denúncia, o candidato Edson Resende teve as contas referentes aos exercícios de 2008 e 2011 rejeitadas com fundamento no parecer exarado pela Corte de Contas Estatual.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido! © Copyright Primeiro a Saber.
Fechar