PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE VIÇOSA ESTÁ SENDO DISCUTIDO COM A SOCIEDADE
26 de outubro de 2016

Viçosa está se preparando para um de seus maiores desafios que é criar um plano de mobilidade urbana que atenda a todos. Para isso a Prefeitura está realizando uma consulta pública para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana de Viçosa.  O processo, que começou em agosto, com o levantamento de dados, levará em conta, agora, as sugestões colhidas nessas reuniões para a construção do projeto de lei que terá como resultado.

Serão quatro encontros, nessa etapa, dos quais três setoriais, ou seja, com determinado setor da sociedade. Na segunda-feira 17, foi realizada a primeira consulta pública com proprietários, gestores e profissionais de transporte coletivo e de cargas.

Estiveram presentes motoristas de van, motoristas do transporte escolar, o proprietário de uma empresa que administra caçambas de entulho, o presidente da Associação dos Taxistas de Viçosa, o diretor da concessionária de transporte coletivo e um representante da ONG Amigos do Trem.

Dinâmica para discutir o Plano

dsc_0159-1280x851Logo após uma breve explicação sobre os objetivos e diretrizes do Plano de Mobilidade Urbana, a discussão do Plano de Mobilidade  se iniciou na forma de uma dinâmica. Os participantes, sob a supervisão da equipe, se reuniram em torno de uma mesa e receberam cada um, três cartões. Um deles, amarelo, onde deveriam anotar o que há de negativo na mobilidade da cidade; outro, azul, onde deveriam apontar o que há de positivo na área, e um último, verde, que receberia as sugestões, ou seja, o que os presentes desejam para o futuro da mobilidade urbana, em Viçosa.

Ao final, os cartões foram agrupados em cartolinas à vista de todos, os apontamentos lidos em voz alta e debatidos entre os participantes.

Pontos negativos

Entre os pontos negativos, houve quem citasse a irregularidade das calçadas, a falta de um anel rodoviário, o pouco número de abrigos para os usuários de ônibus, entre outros.

Pontos positivos

Já entre os positivos, foram enumerados o respeito às faixas de pedestres, a nova pavimentação de diversas ruas, os semáforos, etc.. As sugestões foram de mudanças de mão e fim de estacionamento em algumas ruas, à construção de viadutos, implantação de um trem de passageiros, passando também por faixa exclusiva para ônibus e baias para estacionamento, por exemplo.

De acordo com a proposta da equipe gestora, ainda, um dos presentes, Gérson Moraes, representante da ONG Amigos do Trem, foi eleito delegado e o presidente da Associação dos Taxistas de Viçosa, suplente, tornando-se porta-voz das propostas apresentadas naquele dia e assumindo o compromisso de continuar acompanhado o processo.

Já na quinta-feira 20, foi a vez da mesma consulta ocorrer, mas com representantes de órgãos da administração municipal e o Corpo de Bombeiros. Estiveram presentes diversos secretários municipais. Além de outras chefias, como Rodrigo Bicalho, diretor presidente do SAAE.

A consulta seguiu o mesmo esquema: todos os presentes receberam os cartões para opinar. Foram levantados elogios à existência dos calçadões, o respeito ao pedestre e a delimitação de horários de carga e descarga, entre outros; e críticas a topografia e traçado das ruas, motociclistas que avançam sinais e as lixeiras fixas nas calçadas.

Entre as sugestões, foram citadas padronização das calçadas, ciclovias, a criação de um porto-seco e área de carga e descarga afastada, e muitas outras. Mais uma vez, um delegado e um suplente foram escolhidos para participarem mais proximamente do processo.

PlanMob – Viçosa

O Plano de Mobilidade Urbana de Viçosa é uma exigência da Política Nacional de Mobilidade Urbana, regulamentado pela Lei 2.587/2012, e um instrumento de desenvolvimento urbano que visa à integração entre os diferentes modos de transporte e a melhoria da acessibilidade e da mobilidade de pessoas e cargas. Av. Castelo Branco em Viçosa passará por reforma e construção de ciclofaixa

Para a construção do Plano de Mobilidade Urbana de Viçosa o Departamento de Arquitetura da UFV foi contratado para estudar as ruas de Viçosa e  construir o plano. Que atualmente está em sua segunda etapa e, segundo o cronograma, deve ser concluído até março de 2017, quando será enviado, na forma de um projeto de lei, para votação na Câmara Municipal.

As consultas públicas continuam nesta semana com uma reunião realizada ontem 24, com membros da sociedade civil organizada e gestores de instituições de nível superior, e na quinta 27, com uma consulta à população em geral.

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade