CHEFIA DA P. CIVIL DIZ SER INCONSTITUCIONAL CRIAÇÃO DA REGIONAL DA POLÍCIA CIVIL EM VIÇOSA
3 de novembro de 2016

Cerca de 3 mil viçosenses assinaram um abaixo assinado pedindo ao Governo do Estado de Minas Gerais a instalação da tão falada e desejada Delegacia Regional da Polícia Civil em Viçosa, que sofre com altos índices de criminalidade e homicídios na grande maioria ligados ao tráfico de drogas.

O abaixo assinado foi organizado pelo vereador Helder Evangelista (Cherinho) do PTC, que na última quinta-feira 27, esteve na Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas Gerais, em Belo Horizonte, para oficializar a entrega em apoio à instalação da Delegacia Regional da Polícia Civil em Viçosa.

Apesar da reunião ter sido remarcada por duas vezes, a comitiva que também contou com os vereadores das cidades de Canaã, Paula Cândido e São Miguel do Anta, foi surpreendida pela ausência do Chefe da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, João Octacílio Silva Neto.

Entrega do abaixo assinado na cidade administrativa sede do Governo do Estado de Minas.
Entrega do abaixo assinado na cidade administrativa sede do Governo do Estado de Minas.

Além das assinaturas, o vereador levou questionamentos em relação às perdas que a Polícia Civil vem sofrendo: “recentemente a delegacia de Viçosa foi assaltada, há pouco tempo tivemos o Posto de Polícia Integrada (PPI) fechado”, afirmou.
Helder manifestou ainda estranheza com as mudanças operacionais no município: “em 2007, Viçosa tinha o status de uma delegacia seccional da Polícia Civil, hoje a cidade tem uma delegacia comum”, pontuou.

Roubo na Delegacia

Na madrugada do dia 22 de outubro a Delegacia da Polícia Civil de Viçosa foi invadida e teve vários equipamentos furtados, além de armas e drogas que estavam apreendidas. A polícia não gosta de falar no assunto e pouco se fala sobre o que foi levado pelos bandidos quando questionada pela imprensa.

O que se sabe até o momento é que logo depois do furto as polícia militar e civil fez uma mega operação em toda a cidade para encontrar, prender os ladrões e recuperar os objetos e armas levadas da delegacia. Segundo informações repassadas pela polícia até o momento já foram recuperados os computadores e as duas armas que haviam sido furtadas.

Ainda de acordo com a polícia dois menores foram apreendidos e confirmaram que haviam participado do roubo à delegacia e em depoimento informaram a polícia que um homem de 28 anos havia arquitetado toda a ação. Esse homem continua desaparecido e a polícia civil continua as investigações para prender o resto da quadrilha e principalmente encontrar as outras armas, que também foram levadas pelos criminosos.

Segundo a Polícia Civil, “hoje é praticamente inconstitucional a criação de uma Delegacia Regional, por questões orçamentárias do Estado de Minas Gerais”. Em contraponto, o Vereador Helder apresentou aos delegados uma matéria veiculada no mês de outubro no Jornal Folha da Mata, que trouxe a manchete “Lideranças anunciam Delegacia Regional de Polícia Civil para Viçosa”.

De acordo com a matéria, o Chefe da Polícia Civil garantiu, em reunião no dia 11 de outubro com o Secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz Reis Filho e com a ex-Presidente da Câmara Municipal de Viçosa, Cristina Fontes, que medidas estão sendo tomadas para atender as demandas viçosenses. Na ocasião, João Octacílio afirmou que até o final de novembro seriam enviados sete novos investigadores para Viçosa e duas novas viaturas, e que a delegacia seria alçada ao status de regional.

Dado o desencontro de informações, o Vereador Helder manifestou sua preocupação com possibilidade da instalação da regional: “quero acreditar que essa questão da instalação da Delegacia Regional da Polícia Civil não é meramente política. Deixo aqui o meu sentimento de indignação com a falta de respeito à população de Viçosa, e da microrregião no que tange às questões relacionadas à Segurança Pública”, declarou.

publicidade

publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade