EMPRESÁRIOS COBRAM DA PREFEITURA AÇÕES CONTRA VENDEDORES AMBULANTES EM VIÇOSA
8 de dezembro de 2016

Pela terceira vez no ano de 2016 a Casa do Empresário de Viçosa pediu a Prefeitura de Viçosa para que o município combata o trabalho de vendedores ambulantes, que atuam na cidade, principalmente nas áreas centrais.

O pedido foi encaminhado na última segunda-feira 05, para a Secretaria de Fazenda do município que é responsável por fiscalizar e coibir os vendedores ambulantes da cidade, que vendem principalmente panelas, colchas, pen drives, óculos de sol dentre outros produtos de procedência duvidosa e que não possuem nota fiscal.

“No último final de semana, principalmente na sexta e sábado, a região central de nossa cidade se transformou em um camelódromo, com vários vendedores irregulares espalhados pelas ruas centrais. A Casa do Empresário rechaça esse tipo de comércio em nossa cidade, que só prejudica nossos lojistas, que pagam altos aluguéis, funcionários e altos impostos” – disse Murilo Pizato, Diretor Administrativo da Casa do Empresário.

img_20161203_131855597-576x1024Em uma nota publica no site da Casa do Empresário diz que a entidade cobra ações enérgicas para coibir de vez esse tipo de comércio, principalmente nesse período de fim de ano, onde os empresários se preparam e investem para atender bem a população para as compras de Natal. No início deste ano, a Prefeitura já havia realizado uma operação de fiscalização junto aos ambulantes. A ação deu bons resultados, entretanto que não teve continuidade.

O secretário de Fazenda do município de Viçosa José Geraldo Santana afirmou em entrevista que tem conhecimento do ofício enviado pela entidade e reconhece a presença dos vendedores ambulantes, que atuam na cidade. Segundo José Geraldo a Secretaria de Fazenda tem feito várias ações para coibir esse tipo de comércio irregular na cidade, ele disse que os fiscais da Prefeitura estão atuando nas ruas da cidade e quando encontram pessoas vendendo produtos essas pessoas são abordadas e notificadas verbalmente para que sessem suas vendas na cidade. José Geraldo disse ainda que quando notificados os vendedores acatam as orientações e param de vender seus produtos.

Perguntado se já foi feita alguma operação que culminou na apreensão dos produtos vendidos pelos ambulantes José Geraldo afirmou que este ano não houve apreensões. Ele disse ainda que os fiscais da Prefeitura vão continuar atuando para coibir qualquer pratica de vendedor ambulante que possa prejudicar o comércio local, ainda mais durante o fim de ano uma das datas em que o comércio da cidade vive seu auge.

 

publicidade

publicidade

publicidade