Diversidade

ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE RÁDIO E TV LANÇA CAMPANHA CONTRA COMPARTILHAMENTO DE FAKE NEWS

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt) lançou ontem (27) a campanha “Apure, não compartilhe!”, contra a divulgação e o compartilhamento de Fake News (notícias falsas, em tradução livre para o português). O objetivo da campanha é conscientizar a população e as emissoras sobre a importância de apurar a notícia antes de publicá-la ou divulgá-la.

A campanha possui áudio de 30 segundos para a divulgação das rádios e vídeo de 40 segundos para as Tvs retransmitirem. A Amirt orienta que, as emissoras que tiverem portais de notícias, divulguem o vídeo no site.

Notícias falsas circulam 70% mais

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts revelou que as notícias falsas circulam até 70% mais do que as verdadeiras na internet. O estudo constatou por meio do compartilhamento das principais notícias falsas, que a propagação foi oito vezes superior as verdadeiras. Além disso, o alcance das Fake News também foi maior de acordo com a análise. Enquanto os conteúdos falsos são lidos por até 100 mil pessoas, as notícias verdadeiras, geralmente, são lidas por apenas 1.000.

Rádio e Tv possuem mais credibilidade

A Pesquisa Brasileira de Mídia de 2016, realizada pela Secretaria de Comunicação do Governo Federal, evidência justamente o poder de influência que o rádio tem sobre a população. De acordo com o estudo, 57% dos brasileiros dizem confiar sempre ou muitas vezes no conteúdo veiculado pelo rádio. O valor é o maior dentre todos os meios de imprensa. Logo abaixo do rádio, está a televisão com 54% de confiabilidade.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido! © Copyright Primeiro a Saber.
Fechar