Saúde & Bem Estar

DIA “D” SERÁ NESSE SÁBADO E INCENTIVA A VACINAÇÃO CONTRA O SARAMPO E A POLIOMELITE

Esse sábado, dia 18, foi intitulado como o “D”, que promove a vacinação das crianças de 1 a 4 anos contra o sarampo e a poliomelite. Em Viçosa a campanha é realizada pelo Rotary.

O sarampo e a poliomielite são doenças que tinham sido erradicadas no Brasil. Mas o surto das duas doenças já foi registrado em países vizinhos e também na Europa. No brasil, já são mais 820 casos registrados do sarampo e a maioria na região Norte. O vírus do sarampo pode levar a morte, já a poliomelite, conhecida como paralisia infantil, pode deixar sequelas para o resto da vida. O retorno de doenças como o sarampo se deve a falta de informação, negligência e principalmente pela falta da vacina. A presidente da sociedade brasileira de imunizações, Isabella Ballalai alerta a importância da vacinação.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de 1 ano. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de mortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

A poliomelite é um vírus que vive no intestino que geralmente atinge crianças com menos de 4 anos de idade, mas também pode contaminar adultos. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas, e há semelhanças com infecções respiratórias – como febre e dor de garganta – e gastrointestinais – como náusea, vômito e prisão de ventre. Cerca de 1% dos infectados pelo vírus desenvolve a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

Para combater essas duas doenças, começa nesta segunda-feira, dia 6 de agosto, a campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e sarampo. Além disso, foi oficializado o 18 como o “Dia D”, mobilizando nacionalmente a importância da vacina. A meta do governo federal é imunizar 11,2 milhões de crianças e atingir o marco de 95% de cobertura vacinal nessa faixa etária, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O ministro da saúde, Gilberto Occhi afirma que todas as crianças de 1 a 5 anos de idade devem ser vacinadas. Até o dia 31 de agosto os pais ou responsáveis devem levar as crianças a uma unidade básica de saúde, com a caderneta de vacinação para a imunização.  Elas vão receber a primeira dose da tríplice viral, que além de imunizar contra o sarampo, também combate a caxumba e a rubéola.

De acordo com o Ministério da Saúde, foram adquiridas 28,3 milhões de doses de ambas as vacinas – um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados, segundo a pasta, já estão abastecidos com um total de 871,3 mil doses da Vacina Inativadas Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice Viral, que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina durante da vida vão receber a vacina injetável. Já os menores de 5 anos que já tiverem recebidos uma ou mais doses da vacina vão tomar as gotinhas. A vacinação em Viçosa acontece nas UBSs dos bairros e na Policlínica.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar