Diversidade

VACAS PASSEIAM PELO CALÇADÃO EM VIÇOSA

Na manhã desta quinta-feira, dia 6, os viçosenses que passaram pelo calçadão presenciaram uma cena bastante inusitada: duas vacas estavam andando pelo calçadão.

Até o momento não se sabe de onde as vacas vieram e porquê de estarem em um ponto tão movimentado da cidade. As autoridades estão em busca de identificar o proprietário dos animais.

Conforme o artigo 47 da Lei 2613, de 25 de maio de 2006, é proibida a permanência de animais soltos nas ruas. Caso a lei seja descumprida, o responsável pelo animal pode ser multado.

“Os animais vadios do tipo gado bovinos, equinos, bovinos, ovinos, caprinos e suínos, encontrados nos logradouros públicos serão recolhidos ao local apropriado ao fim colimado, notificando-se os respectivos donos. O animal recolhido deverá ser retirado dentro do prazo de sete dias, mediante pagamento da multa e taxa de manutenção respectiva. Não sendo retirado o animal neste prazo, deverá a Prefeitura efetuar sua venda ou doação em hasta pública, precedida da necessária publicação”, diz a lei.

Entramos em contato com a Polícia Militar do Meio Ambiente, mas até o momento eles não haviam sido informados sobre o ocorrido.

Segundo o Superintendente de Gestão Pública e Governança Luciano Piovesan, já foi realizada a licitação de uma empresa para a realização do recolhimento de animais em vias públicas. Ele ainda aponta que somente na manhã de hoje a empresa recolheu 3 cavalos em vias públicas da cidade, por isso houve uma singela demora na apreensão das vacas que andavam pelo Centro da cidade.

Luciano destaca que os animais apreendidos são levados para um local onde são alojados por 15 dias, onde recebem comida e água. Caso o proprietário não apareça dentro de 15 dias o animal vai para um leilão organizado pela Polícia Rodoviária. Porém, caso o dono decida buscar o animal, ele deverá pagar a diária referente ao período em que o animal estava alojado e pagar uma taxa pela apreensão do animal.

A Casa do Empresário aproveitou a oportunidade para fazer uma postagem irreverente e bem humorada em sua página do Facebook para promover o comércio local.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido! © Copyright Primeiro a Saber.
Fechar