fbpx
Polícia

HOMEM FORAGIDO FOI MORTO APÓS TENTAR MATAR POLICIAIS EM ARAPONGA

Na tarde de quarta-feira, dia 11/10, alguns policiais foram cumprir uma mandato de prisão a Adirson Ferreira Martins de 36 anos na localidade do pico do Boné, em Araponga.

Ao ver as viaturas da polícia, o homem se trancou dentro de uma casa e passou a ameaçar os policiais. Os agentes então tentaram negociar a rendição dele durante horas.

Com um facão e um canivete Adirson tentou atingir um policial militar com golpes. Com isso, foi feito um disparo de arma não letal para conter a ação do autor, porém ele continuou na tentativa de acertar o militar chegando a correr atrás dele com o facão. Nesse momento um policial civil efetuou um disparo de arma de fogo atingindo o agressor que faleceu no local.

Segundo a polícia, Adirson tinha problemas psiquiátricos, histórico de agressividade e passagens por diversos crimes como: porte de arma branca, agressão, furto, lesão corporal, tentativa de roubo, importunação, perturbação do trabalho, agressão contra vizinhos e mulheres. Além de ser temido por ser valentão e brigador.

A Polícia Civil realizou os trabalhos de praxe, recolhendo a arma do policial, sendo ele encaminhado para a delegacia onde foram tomadas as medidas cabíveis.

O policial civil poderá responder pelo crime de homicídio, ou poderá ser absolvido pelas excludentes de ilicitudes.

As excludentes de ilicitude estão previstas no artigo 23 do Código Penal brasileiro. São elas: o estado de necessidade, a legítima defesa, o estrito cumprimento do dever legal e o exercício regular de direito.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo