fbpx
Cidade

ACONTECEU O III ENCONTRO TÉCNICO DE SANEAMENTO BÁSICO DO CISAB ZONA DA MATA EM VIÇOSA

Nos dias 11 e 12 de dezembro o Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico da Zona da Mata de Minas Gerais – CISAB ZONA DA MATA realizou o seu Terceiro Encontro técnico que tem como objetivo promover o intercâmbio entre os municípios consorciados e conveniados, bem como, os não consorciados. Estes encontros tem sempre o objetivo de melhorar a gestão, bem como fomentar a troca de experiências entre os técnicos
envolvidos com o setor de saneamento básico e também é uma oportunidade para que os fornecedores do setor possam apresentar produtos por meio de palestras e exposições.

A autarquia foi criada para dar apoio técnico e administrativo aos municípios e comemora os seus 10 anos de existência reunindo os seus 31 municípios associados. Este ano o tema foi GOVERNANÇA E TRANSPARÊNCIA DA GESTÃO MUNICIPAL DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO: Universalização do
Saneamento com Responsabilidade.

O evento aconteceu no auditório da FUNARBE, no Campus da UFV e na abertura o Vice-Reitor da UFV professor João Carlos Galvão disse que o saneamento é saúde e que todos tem que ter esta responsabilidade social. Disse ainda que a UFV é parceira e por isto, se sente muito honrada nesta data especial para o CISAB. O Superintendente Interino da FUNASA – SUEST- MG, Sr. Sérgio Abucatter disse que a preocupação é a promoção da saúde, tanto para a população, por meio da água limpa distribuída à população, mas também, a questão ambiental por meio do tratamento dos esgotos sanitários. Ele enfatizou a importância da determinação do gestor público, já o Sr. Rodrigo Alan de Moura Rodrigues, Conselheiro do Conselho Regional de Química comentou que o tratamento da água requer profissionais credenciados, disse que a água é alimento e o papel do CRQ tem sido realizar treinamentos, palestras e atuar na fiscalização. Rodrigo completou dizendo
que o CISAB poderá contar com a parceria desta entidade para promover a qualificação dos profissionais.

O prefeito de Abre Campo, Márcio Moreira Victor, presidente do CISAB-ZM, disse que o saneamento é apaixonante, frisou que é muito bom ver uma cidade com mais qualidade de vida para os seus moradores por meio do serviço de água de qualidade e esgotos coletados e tratados. Isto significa menos pessoas nas filas dos hospitais, menos problemas de saúde em geral, por isto, os prefeitos têm que acreditar nesta forma de associativismo para alavancar os trabalhos voltados para o saneamento básico. O Cisab promove treinamentos, ajuda na elaboração de projetos e orienta para o encaminhamento de projetos para conseguir recursos.
Ao final todos parabenizaram a equipe do CISAB pelo trabalho nestes 10 anos.

Os dois dias do Encontro, contou com palestras e a troca de experiências. Fernanda Fernandes Heleno, Doutora em Agroquímica, que trabalha no SAAE de Senador Firmino, colocou a sua preocupação sobre a presença de agrotóxicos na água para consumo humano; Alisson Carraro Borges, Doutor em Eng. Agrícola, professor da UFV, apresentou sobre o uso de wetlands construídos no tratamento de esgotos sanitários como solução para pequenas comunidades. João Ferreira Bonjour Neto, Engenheiro de Produção e Diretor Administrativo do SEMASA – Carangola, apresentou o uso de tecnologia como experiência exitosa com eficiência no tratamento de água.

O Assessor do Conselho Federal de Administração, Marcos Joaquim Matoso, explanou sobre o Sistema GESAE/CFA, que será disponibilizado para os municípios consorciados, como uma ferramenta para gestão, e ainda o mestrando Marcos Forster apresentou os estudos de gestão em saneamento,no âmbito internacional.

Outro participante na plenária foi Nilton de Aquino que abordou de forma geral sobre a convergência contábil patrimonial no setor público e seu cronograma de implantação e ainda para entender a importância e a obrigatoriedade do profissional técnico da engenharia no setor de Saneamento, Rafael Monteiro do Conselho Regional de Engenharia, esclareceu alguns pontos para melhorar a qualidade da gestão.

O consultor e gestor, Lucas Coelho, da ONG – Filosofia Empresarial para a Educação Juvenil, demonstrou que todo o trabalho seja privado ou público deve ser focado em resultados e, por fim, foi traçado um panorama geral da situação dos Planos Municipais de Saneamento na Bacia do Rio Doce e apresentado um estudo específico dos municípios do Cisab – Zona da Mata nas falas do engenheiro ambiental Alex Cardoso da UNEC – Caratinga e o engenheiro civil e sanitarista, Giovani Mattos, disse que ainda temos muitos desafios a serem enfrentados e que somente com a gestão associada com responsabilidade e comprometimento, avançaremos no cumprimento da Lei de Saneamento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo