fbpx
CidadeDiversidade

DIA INTERNACIONAL DA MULHER É TEMA NA TRIBUNA LIVRE

A cidadã Isabella Parreira Leal utilizou a Tribuna Livre durante a reunião Ordinária da terça-feira (12) para fazer a leitura de uma carta aberta direcionada à comunidade viçosense, ao Prefeito Ângelo Chequer, à Câmara de Vereadores e ao Conselho de Direito das Mulheres, reivindicando o cumprimento integral do direitos das mulheres discutidos e deliberados na II Conferência Intermunicipal dos Direitos da Mulheres de 2015 e da I Conferência Municipal de Saúde da Mulher de 2017. Além das recomendações feitas pelo Comitê de Prevenção ao Óbito Materno, Fetal e Infantil da Região de Saúde de Viçosa.

De acordo com a carta haverá busca de forma intensificada neste período, devido ao Dia Internacional da Mulher comemorado no dia 08 de março, por acesso à segurança, saúde pública de qualidade, acesso à educação e profissionalização, além da inserção no mercado de trabalho e na participação política buscando equidade entre os sexos, além da melhoria de indicadores socioeconômicos das mulheres do Município como um todo.

O documento ainda solicita a implementação da Lei n° 10.369/2003 que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana nas redes públicas e particulares e formulação de materiais didáticos e de formação com conteúdo que promova o enfrentamento do sexismo, racismo, homofobia e transfobia buscando
ampliar, valorizar, reestruturar e terminar as obras de creches, instituições infantis e as escolas rurais do Município. Isabella conclui sua fala citando a necessidade de ampliação e fortalecimento das ações de enfrentamento à violência contra as mulheres, com à institucionalização do Programa Casa das Mulheres em política pública municipal, como acordado com o Prefeito Municipal na reabertura da Casa das Mulheres.

Para o Vice-presidente da Casa, o Vereador Sávio José a fala de Isabella Leal é muito importante, não apenas pela questão do dia 8 de março, mas também pelo fato da exoneração da Coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres de Viçosa, ocorrida em novembro do ano passado “Viçosa se gabava de ter esse departamento mas com a justificativa de corte de gastos exonerou a servidora que prestava esse serviço e até o momento não contratou ninguém para a função. Reconheço o momento difícil pelo qual o Município passa, mas creio haver funções de menor importância que foram mantidas”, disse. O vereador ainda reafirmou a necessidade de investimentos na causa, citando o trabalho desenvolvido pela Casa das Mulheres, “não adianta vir aqui falar de prêmios que a instituição recebe em São Paulo se não dermos estrutura necessária para que a Casa das Mulheres desenvolva o brilhante trabalho realizado”, afirmou.

Já o Vereador Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) lamentou o fato da data não carregar consigo motivos de comemoração devido a situações ainda enfrentadas pelas mulheres “não temos muito que celebrar em relação as mulheres, pois queremos algo simples, que é a equidade e que infelizmente está muito difícil de conseguir”, disse.

O parlamentar ainda citou um diálogo com o Prefeito Municipal Ângelo Chequer durante a reabertura da Casa das Mulheres, ocasião em que lhe foi dito que todas as providências necessárias seriam tomadas para que a entidade funcionasse em sua totalidade, tornando a mesma uma política pública voltada às mulheres do Município “o prefeito me disse que não mediria esforços para que a Casa fosse beneficiada, e até hoje permanece a dificuldade com a coordenadoria e o apoio à ela”, disse.

Ainda durante a reunião, o Presidente da Casa Legislativa, o Vereador Antônio Elias Cardoso (PTB) designou a Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Prevenção e Segurança Pública, presidida pela Vereadora Brenda Santunioni para que lidere os trabalhos visando sanar questões relacionadas ao tema. A parlamentar agradeceu a indicação do Presidente, salientando a necessidade da criação de um cargo específico para tratar da situação das mulheres “já cobrei do Executivo uma política mais eficaz e continuo batendo na tecla de que precisamos dar um passo maior possibilitando a continuidade dessas tarefas”, concluiu.

Fonte: Câmara Municipal de Viçosa.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo