fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

80 CASOS DE DENGUE FORAM NOTIFICADOS EM VIÇOSA EM 2019

Segundo o Setor da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Viçosa, Viçosa já possui em 2019, até o dia 24/04, 80 casos notificados de dengue, ou seja, casos confirmados, descartados ou que ainda aguardam resultado.

Segundo o Setor, foram registradas 31 pessoas confirmadas com a doença, 47 ainda aguardam o resultado dos exames e procedimentos e 2 casos foram descartados.

Além disso, outro fator que chama bastante atenção é que no último apanhado divulgado no dia 17/04, ou seja, em cerca de uma semana, os casos confirmados subiram de 23 para 31 e de 19 pessoas em investigação para 47.

Minas Gerais

Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado, na manhã desta terça-feira (23), o governador Romeu Zema decretou situação de emergência na saúde pública em boa parte dos municípios de Minas Gerais, pelos próximos 120 dias, em razão da grave epidemia de dengue que assola as regiões Central, Noroeste, Norte, Oeste e Triângulo mineiro.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informou que a medida é uma maneira de mobilizar recursos financeiros de forma ágil para enfrentar a proliferação do mosquito e melhorar os serviços de atendimento às pessoas infectadas. Mais de R$ 4 milhões serão destinados às prefeituras dos municípios com alta incidência de dengue. Em seu site oficial, a Secretaria informou que a medida visa evitar a ocorrência de mais óbitos, uma vez que até o momento 14 pessoas morreram em decorrência da dengue, em 2019.

Até o momento, já foram registrados 140.754 casos prováveis de dengue, entre confirmados e suspeitos e a região Metropolitana de Belo Horizonte é uma das áreas que lidera a incidência da doença.

Em um primeiro momento, depois da publicação do decreto, 93 prefeituras receberão recursos através de parcelas para contratar novos agentes e capacitar seus profissionais de saúde para o trabalho durante a crise epidemiológica. A situação é tão grave que, na noite desta segunda-feira (22), o Hospital e Maternidade Regional de Ibirité registrou uma superlotação para atender a demanda de pessoas com sintomas de dengue.

Outras medidas a serem adotadas após a destinação da verba pública serão a confecção e reprodução de material gráfico informativo para instruir a população a agir de modo a evitar a proliferação do Aedes Aegypti, além da aquisição de material de apoio para mutirões de limpeza em áreas prioritárias.

A partir da análise do boletim epidemiológico, produzido quinzenalmente, a Secretaria ainda poderá destinar incentivos financeiros complementares aos municípios com alta incidência da doença. Essa decisão é válida até o dia 30 de junho.

Uma próxima resolução a ser publicada nos próximos dias deverá contemplar ainda outros 46 municípios mineiros. As prefeituras dessas localidades receberão quase R$ 2 milhões de reais, no total, para o combate à doença.

Balanço desperta alerta 

Um boletim epidemiológico divulgado pela SES-MG na noite dessa segunda-feira (22) aponta que o número de casos prováveis de dengue ultrapassou a casa dos 140 mil e, desta vez, aumentou em quase 20 mil em comparação com o último balanço divulgado no dia 15.

Segundo o órgão, o número de casos em 2019 mais do que quadruplicou em relação a todo o ano de 2018, quando houve apenas 29.369 registros. A região Metropolitana de Belo Horizonte, o Triângulo mineiro e as regiões Norte e Noroeste são as que concentram o maior número de casos.

Até o momento, 14 pessoas morreram em decorrência da doença em sete diferentes municípios. O número pode aumentar e chegar a 57 se confirmados que os óbitos que estão sob investigação foram provocados pela dengue.

Fonte: Jornal O Tempo e Folha da Mata.

 

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo