CidadeCultura

PROJETO DE RECONHECIMENTO DA CAPOEIRA É TEMA NA TRIBUNA LIVRE

O Projeto de Lei n° 003/2019, de autoria do Vereador Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) (PCdoB) que declara a Capoeira como patrimônio imaterial do Município, foi aprovado em 1ª votação na reunião Ordinária da terça-feira (18). O tema repercutiu na Tribuna Livre.

O documento prevê que a Capoeira, considerada como luta, dança e expressão corporal dentro de todos os seus gêneros, subgêneros e as suas variantes, seja declarada Patrimônio Histórico-Cultural Imaterial do município de Viçosa. Sendo assim, o Projeto estabelece como dever do Município e da comunidade praticante local realizar atividades de incentivo, divulgação e valorização dessa arte. O Vereador Idelmino falou sobre o objetivo da criação do Projeto de garantir mais respaldo para o apoio das iniciativas de preservação desse bem “a Capoeira tem forte incidência sobre a população viçosense, e essa manifestação cultural que foi criminalizada durante séculos precisa ser valorizada em nosso Município”, disse.

O cidadão Tommy Flávio de Souza, praticante da atividade e que há mais de 15 anos trabalha com a capoeira no Município falou sobre a importância da aprovação do Projeto “a manifestação surgiu como luta de resistência do negro, e hoje proporciona socialização em comunidades vulneráveis”, disse. Tommy, que também é Professor do Departamento de Educação da Universidade Federal de Viçosa (UFV), ainda ressaltou a dificuldade de exercer a atividade no Município “recebemos pouco apoio, mas esperamos que esse Projeto nos permita conquistar apoio institucional, visto que é uma ferramenta educativa extremamente importante e hoje não temos espaço para praticar”, enfatizou.

Já Luís Carlos Vitor (Mestre Garnizé) apresentou a origem da atividade em Viçosa e sua trajetória com a manifestação cultural “a capoeira surgiu em 1932 no Colégio Viçosa, e iniciei as atividades em 1974. Assumi os trabalhos em 1982 e precisei viajar a vários lugares para aperfeiçoar minhas habilidades”. Ele concluiu sua fala parabenizando o Vereador Idelmino pela apresentação do Projeto, destacando o caráter positivo do documento “são ações muito importantes para a atividade em nossa cidade. Sempre pedimos apoio e ainda é muito difícil, mesmo que os nossos trabalhos ajudem tantas crianças em vulnerabilidade social”.

Ao fim da sua fala, com o consentimento do Presidente da Casa, Vereador Antônio Elias Cardoso (PTB) e aprovação do Plenário, o Mestre Garnizé realizou uma manifestação artística com o berimbau “esse é o símbolo da capoeira, de luta e liberdade”, concluiu.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar