CidadeDestaque da semana

MONTANHESA: HÁ 70 ANOS A GENTE SE ENCONTRA AQUI

Por José Antônio Valentim

Em 16 de julho de 1.949, entrava no ar, pela primeira vez, a Rádio Montanhesa de Viçosa. Eram seus sócios fundadores: Alberto Daker, Ney Sant’Anna, José Daker, Paulo Pinto Coelho e Nagib Balut.

Em outubro de 1.969, atendendo a um pedido do saudoso Dr. Raimundo Alves Torres, o jovem João Bosco Torres assumia a gerência da emissora.

Naquela época a nossa rádio passava por grave crise financeira. Contudo, com ajuda de amigos, comerciantes, e alguns colaboradores, as dificuldades foram superadas, consolidando a marca “Montanhesa”.

Hoje, a Rádio Montanhesa atua reconhecendo e exaltando a memória de tantos que fizeram parte desta história e que já nos deixaram e agora nos comunicam a experiência do transitório, do eterno e do transcendental da existência humana; além dos muitos que continuam conosco, sendo protagonistas do hoje da emissora.

A Rádio Montanhesa se insere no empolgante e fantástico contexto do mundo das comunicações, passando por este rápido, complexo e até imprevisível fenômeno da internet, um dos mais característicos do nosso tempo, como nos disse o Papa emérito Bento XVI:

“Na difusão da comunicação, através da internet, vai-se tornando cada vez mais comum a convicção de que, tal como a Revolução Industrial produziu uma mudança profunda na sociedade através das novidades inseridas no ciclo de produção e na transformação operada no campo das comunicações guia o fluxo de grandes mudanças culturais e sociais”.

Prossegue Bento XVI:

“As novas tecnologias estão mudando não só o modo de comunicar, mas a própria comunicação em si, podendo-se afirmar que estamos perante uma ampla transformação cultural. Com este modo de difundir informações e conhecimentos, está nascendo uma nova maneira de aprender e pensar, com oportunidades inéditas de estabelecer relações e de construir comunhão”.

É assim que podemos mensurar a importância e o significado da Rádio Montanhesa para Viçosa e região, constituindo-se numa referência permanente de integração comunitária e promoção dos valores humanos da solidariedade, da justiça e da inclusão social como frutos da construção da cidadania e da dignidade humana.

Os nossos profissionais de hoje que atuam diretamente na Rádio Montanhesa demonstram plena consciência da responsabilidade sobre o legado dos que iniciaram este processo, primando pela ética na construção da independência e da credibilidade.

Viçosa cresce com a Rádio Montanhesa. Não apenas cresce, mas também, renova-se nos aspectos humanos, estruturais e técnicos: a revitalização de nossas instalações físicas, atualização de nossos equipamentos e transmissores, o constante aprimoramento da programação e a renovação de nossa equipe com a chegada de novos membros, integrando a família Montanhesa.

Desde o início de suas atividades, a Rádio Montanhesa mantém a tradição de ser uma rádio prestadora de serviços e entretenimento. Nos últimos anos, ampliamos o jornalismo na sua programação, priorizando os acontecimentos locais e regionais. Atualmente, a Rádio Montanhesa está com suas transmissões acessíveis em todo mundo através da internet.

Ao longo de todos estes anos, merece destaque a transmissão mais antiga e ininterrupta da emissora: a Santa Missa, todos os domingos, às 10 horas, diretamente do Santuário de Santa Rita de Cássia. Uma contribuição que precisa ser registrada nessa forte lembrança é a influência musical que a programação oferecia, as nossas famílias se reuniam para escutar e apreciar as músicas da época.

Foi também nas ondas radiofônicas da Montanhesa que esposas e filhos sabiam das notícias dos homens que saiam daqui em busca de melhores condições em grandes centros, era, pois, o correspondente que proporcionava e diminuía a aflição e a saudade e para registrar os melhores momentos, mandar mensagens, prestar homenagens os nossos microfones expandia o que cada pessoa queria tornar público, como formas de carinho ao lembrar uma data importante.

Retomando ao rádio jornalismo, a Montanhesa através de apurações paralelas, antecipou por diversas vezes, resultados de eleições.

Desde a sua fundação a Montanhesa acompanhou de perto todas as mudanças nos cenários local, regional e nacional e resistiu a todos os modismos efêmeros, mantendo-se como uma das mais sólidas instituições radiofônicas de Viçosa, de Minas e do Brasil.

A nobreza da missão jornalística, no registro e divulgação dos fatos, formando e informando, fiscalizando, efetuando críticas necessárias e objetivas, denunciando irregularidades, cobrando soluções, concorrendo para atendimento aos direitos e interesses da coletividade, é fundamental.

Realiza-se um trabalho de utilidade pública junto à comunidade, até mesmo para aqueles que estão distantes e querem ouvir notícias de Viçosa e região.

Por derradeiro reporto-me ao imortal Edgar Roquette Pinto, fundador da  radiodifusão no Brasil ao inaugurar a primeira emissora de rádio em nosso país em 1922: “pela cultura dos que vivem em nossa terra, pelo progresso do Brasil”; assim também a nossa Rádio Montanhesa se pautou por este legado, sendo testemunha e partícipe do desenvolvimento de nossa cidade.

Assim, é a Rádio Montanhesa.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar