EstradasMinas GeraisRegiãoTrânsito

BR-040 SE TORNA MAIS PERIGOSA QUE A BR-381 EM MINAS GERAIS

A BR-040 ultrapassou a tão temida e conhecida como “rodovia da morte”, a BR-381 em número de acidentes e mortes.

Nesse primeiro semestre de 2019, foram 75 mortes registradas no trecho da rodovia em Minas Gerais.

A rodovia abrange a principal ligação também, entre o Rio de Janeiro e Brasília, passando por cidades importantes de Minas Gerais como Juiz de Fora, Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Belo Horizonte. A BR também é trajeto dos viçosenses que seguem sentido a Belo Horizonte.

Segundo o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Aristides Júnior, por mais incoerente que possa parecer, a partir do momento que as rodovias passaram a ser melhor tratadas e conservadas pela iniciativa privada, ou seja, passaram a oferecer condições muito mais seguras para o motorista, o número de acidentes não tem caído da forma que era esperado. “A BR-040 foi pra nós nesse primeiro semestre a surpresa negativa face a uma boa notícia que foi a redução de acidentes e mortes em Minas no primeiro semestre. Porém, a 040 conseguiu tirar da 381 o ranking de rodovia mais violenta nesses seis primeiros meses do ano”, destaca o inspetor.

A atribuição desse aumento dos acidentes pode ser atribuída as falhas humanas. Segundo o inspetor, a rodovia apresenta bom estado de conservação mesmo naqueles trechos que não são duplicados. Ele salienta que a rodovia está bem sinalizada e conservada, ou seja, que ela possui condições propícias e favoráveis ao motorista.

Destaca-se também, a importância dos motoristas terem uma postura mais segura e mais preventiva.

No decorrer desses seis meses, os acidentes na BR-040, foram em menor número do que na 381. Porém, esses acidentes foram mais graves e, com isso, foram registradas mais mortes.

O tipo de acidente mais registrado nesses meses na rodovia foram os acidentes de colisão frontal. Esse tipo de acidente, geralmente não é o mais recorrente. Contudo, segundo o inspetor, é o tipo de acidente que disparadamente mais mata. Conhecido como “encontro fatal”, a colisão frontal provoca um impacto muito grande entre dois veículos se chocando de forma direta e em alta velocidade.

Uma das principais causas das colisões frontais e na maioria das vezes fatais, são as ultrapassagens indevidas e a velocidade incompatível.

A rodovia 381, está em obras e, segundo o inspetor, isso pode ter contribuído para que tenha sido registrado esse número menor de mortes, em relação a 040. Com as obras, ele evidencia que os motoristas não conseguem desenvolver altas velocidades na rodovia.

Aristides destaca que a BR-040 é bem sinalizada, com trechos duplicados e com trechos de pista simples bem largos. Contudo, existem curvas e pontos de ultrapassagem que devem ser bem planejados para serem realizados com segurança.

É fundamental uma postura mais preventiva e mais defensiva por parte dos motoristas, independente da qualidade da rodovia. “Rodovia boa não é pista de corrida. Devemos ter cuidado e respeitar da mesma forma que as rodovias com o estado de conservação um pouco pior”, salienta Aristides.

Fonte: Bom dia Minas.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido! © Copyright Primeiro a Saber.
Fechar
Fechar