EducaçãoUFV

Programas de pós-graduação da UFV são afetados com cortes orçamentários

No início deste mês, instituições de ensino superior foram surpreendidas com o anúncio de congelamento das bolsas de pesquisas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Capes, oferecidas a estudantes de pós-graduação.

Ao Jornal Folha da Mata, foi informado pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação da Universidade Federal de Viçosa (PPG/UFV), que a instituição possui 3.004 estudantes matriculados nos cursos de Mestrado e Doutorado.

Segundo a PPG, no campus Viçosa são 2.871 bolsas oferecidas pela Capes, CNPq e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais/Fapemig.

Com os cortes anunciados, 49 programas de pós-graduação da UFV foram diretamente afetados.

Ainda de acordo com a Pró-reitoria, há incertezas quanto ao repasse de recursos a partir de outubro para as pesquisas.

Segundo o reitor da UFV, Demetrius David da Silva, a administração tem adotado o diálogo com os estudantes. O propósito é informar sobre os efeitos do contingenciamento de recursos da UFV e sobre os cortes das bolsas tanto do CNPq como da Capes.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido! © Copyright Primeiro a Saber.
Fechar
Fechar