fbpx
CidadaniaCidade

PJ Viçosa participa da Etapa Estadual em Belo Horizonte

A Etapa Estadual do Projeto Parlamento Jovem (PJ) de Minas 2019, que esse ano tem como tema a ‘Discriminação Étnico-Racial’, aconteceu entre quarta-feira (18) e sexta-feira (20), em Belo Horizonte, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Os vereadores Antonio Elias Cardoso (PTB), Presidente da Casa Legislativa, Vereador Paulo Sérgio – Toti (PRTB), Coordenador Técnico da Escola do Legislativo, Maria Heloisa Gomes (Heloisa da Policlínica) (PSDB), Djronny Ferreira (PSC) e Vereador Sérgio Construtor (PSDC) e participaram do evento.

Durante todo o ano, o trabalho do PJ junto aos estudantes aconteceu dividido nas Etapas Municipal, Regional, com 16 polos regionais e, por fim, a Etapa Estadual, que aconteceu em Belo Horizonte. Nessa etapa, o PJ Viçosa, esteve representado pelo aluno João Marcos Pereira. Os Coordenadores Técnico e Pedagógico da Escola do Legislativo, Paulo Sérgio Toti e Marcos Nunes, a Assessora Parlamentar Thamara Santana e a Assessora de Comunicação da Casa, Mônica Bernardi, acompanharam os trabalhos durante toda a Etapa Final.

Os três dias da Etapa Estadual foram repletos de atividades, e os 120 estudantes delegados das 94 cidades participantes priorizaram 85 propostas sobre o tema. Logo no primeiro dia, eles se dividiram em 3 Grupos de Trabalho (GTs), sendo um para cada eixo temático, que são “Desigualdades socioeconômicas”, “Violências por motivo étnico-racial” e “Direito às identidades e à diversidade cultural”. Após essa etapa, 12 propostas foram priorizadas para serem levadas à Plenária Estadual, que aconteceu na sexta-feira (20). Já na quinta-feira, os alunos votaram o tema que será levado para a discussão no PJ 2020. Concorrendo com “Jovens e Mercado de Trabalho” e “Saúde Mental de Jovens”, a temática escolhida foi “Meio ambiente e Desenvolvimento Sustentável”, defendida também pelo representante de Viçosa João Marcos.

Durante a Plenária Final, que ocorreu no terceiro dia de trabalho, 35 alunos das escolas participantes de Viçosa estiveram presentes, junto com a equipe monitora da Escola do Legislativo, para assistir as discussões e votação das propostas que foram encaminhadas para a Assembleia Legislativa. A nova dinâmica realizada permitiu a criação de novas proposições e da revisão de propostas que foram suprimidas em etapas anteriores, desde que com aprovação e assinatura de 45% dos alunos delegados presentes, e foram aprovadas 16 propostas. Dentre elas, podem ser destacados assuntos como medidas de assistência socioeconômica para reservas indígenas e quilombolas, fim da discriminação religiosa, em especial religiões de matrizes africanas, além de fiscalização de cotas, entre outros.

Para o Presidente Antônio Elias, é muito satisfatório poder acompanhar o momento de consolidação das propostas elaboradas e discutidas pelos alunos “parabenizo imensamente o empenho desses jovens, tão engajados desde o começo. É muito gratificante ter a oportunidade de ver isso tudo acontecendo”, comentou. De acordo com a Gerente-geral da Escola do Legislativo da ALMG, Ruth Schmitz, o entusiasmo e a esperança dos jovens é a melhor resposta à onda de descrédito em relação à política que passa o País “o envolvimento direto e cada vez maior dos legisladores, tanto municipais quanto estaduais, durante todo o processo, fortalece ainda mais o Programa”, disse.

O Projeto Parlamento Jovem, promovido em Viçosa desde 2010, é uma iniciativa da Assembleia de Minas Gerais, por intermédio da Escola do Legislativo e da PUC Minas, desenvolvido em parceria com as câmaras municipais. O Projeto tem como objetivo a formação dos jovens e incentivá-los a participar ativamente da política e exercer, de fato, a cidadania.

Fonte: Câmara Municipal de Viçosa.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo