fbpx
SolidariedadeUFV

UFV faz homenagem aos trabalhadores que ajudaram na recuperação do campus Viçosa após tempestade

A reitoria realizou uma cerimônia emocionante para agradecer a todos os que, abrindo mão de um feriado prolongado, se dedicaram a minimizar os danos causados pela tempestade que caiu em Viçosa na noite de 25 de outubro.

No Salão Nobre, o reitor Demetrius David da Silva nominou cada um dos 150 servidores do quadro efetivo e de terceirizados que se dedicaram ao mutirão de trabalho para restabelecer a normalidade no campus Viçosa. “Este salão é o espaço mais nobre que temos na UFV e foi o local escolhido justamente para reconhecer o que vocês fizeram pela Universidade”, justificou o reitor.

Durante a tempestade, os vigilantes da UFV acionaram a reitoria para alertar sobre os danos causados nas árvores da reta principal do campus. Imediatamente, o reitor e os funcionários da Pró-Reitoria de Administração (PAD) começaram a circular pelo campus para tentar avaliar os estragos. Segundo o chefe da Divisão de Vigilância, Antônio Ferreira Júnior, tão logo a chuva atenuou, os funcionários do setor já começaram a trabalhar para checar se alguém havia se machucado, restaurar a energia e desobstruir as vias de acesso.

Aproximadamente 200 árvores caíram durante a tempestade, algumas delas foram arrancadas pela raiz. Foto: UFV/Divulgação

Na manhã de sábado, os funcionários da PAD, juntamente com os da empresa Eletrodata Engenharia e da Adcon, responsável pelos parques e jardins da UFV, já estavam a postos para traçar um plano de ação. “Nós tínhamos que encontrar soluções emergenciais para um problema grave. Na madrugada mesmo, nós criamos grupos de engenheiros, eletricistas, carpinteiros, pedreiros e outros funcionários que se dispuseram a colaborar”, lembrou João Forato, diretor de Manutenção de Edificações da PAD.

“Ver tamanha dedicação de todos os que trabalharam era como ver de perto o tal espírito ufeviano que sempre nos une e comove na hora da dificuldade”, disse o pró-reitor de Administração, Taciano Oliveira Silva. Também muito emocionado, o reitor da UFV lembrou que, na terça-feira (29), logo após o feriado, já não era possível ver o cenário de destruição provocado pela chuva. “Esse clima de motivação é animador e essencial para enfrentarmos essa e outras dificuldades”.

No domingo pela manhã, o reitor, pró-reitores e chefes de setores se encontraram no estacionamento do prédio principal para distribuir as equipes, conforme o plano de emergência estabelecido. Naquele momento, também entrou em cena o batalhão da limpeza.

Os administradores de pessoal da empresa Arte e Brilho, responsável pela limpeza na UFV, acionaram os trabalhadores pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. “Nós apenas convidamos os que pudessem colaborar e 86 pessoas se prontificaram a trabalhar espontaneamente e com muita boa vontade”, comentou Marcos Carvalho, encarregado da empresa em Viçosa. “Fui de coração, porque a UFV é muito nossa e estava passando por dificuldades”, disse Eunice Fidêncio, ajudante de limpeza. Para o pró-reitor de Administração, “tanto empenho e dedicação só podem ser retribuídos com gratidão”.

Ainda segundo o reitor Demetrius David da Silva, todos os chefes de departamentos, setores administrativos e diretores de centro foram acionados no dia seguinte à tempestade e atenderam prontamente ao chamado para avaliar os danos. “Mas o trabalho dos terceirizados foi fundamental. Essas pessoas, muitas vezes invisíveis para a comunidade, merecem nossa gratidão e reconhecimento. Sem vocês, a nossa Universidade não funcionaria”, disse o reitor.

Cada um dos 150 servidores que compareceram à cerimônia de agradecimento ganhou um abraço pessoal do reitor e uma lata de doce de leite Viçosa, doada pelos Laticínios Funarbe. “As melhores pessoas merecem o melhor doce de leite do Brasil”, brincou o reitor com a plateia.

Foto: UFV/Divulgação

Fonte: UFV.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo