fbpx
CidadeDiversidadeEducaçãoUFV

Trabalhos de acessibilidade e inclusão da UFV obtêm destaque em eventos no país

No Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, nesta terça-feira (3), a UFV celebrou a premiação de quatro trabalhos de acessibilidade e inclusão, em diferentes eventos científicos realizados no país. O primeiro deles foi o projeto Análise do processo formativo e experiencial de um grupo de professores de Química da Universidade Federal de Viçosa tendo como foco investigativo a inclusão educacional dos surdos. Coordenado pelo professor do Departamento de Química da UFV Vinícius Catão de Assis Souza e realizado pela estudante Raquel Alves Bozzi, ele se destacou como um dos dez melhores trabalhos apresentados no XVIII Congresso Internacional e XXIV Seminário Nacional do Instituto Nacional de Educação dos Surdos, entre os dias 20 e 22 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ).

Já em Teresina (PI), entre os dias 27 e 29 de novembro, ocorreu o II Workshop de Inovação da Capes, em que o projeto Inclua: Inovação Pedagógica para Acessibilidade no Ensino Superior foi premiado em 3º lugar, como uma das ferramentas digitais que possibilitam a democratização à informação na educação. A iniciativa é coordenada pelas professoras da UFV Ana Luisa Gediel, do Departamento de Letras; Juliana Silva Rocha, do Departamento de Biologia Geral; Silvane Guimarães Silva Gomes, da Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância, e pelo professor aposentado da UFV Marcus Vinícius Alvim Andrade.

Os destaques mais recentes foram os projetos Biolibras e Formação de professores e Literatura Surda: confecção de livros infantis em um curso de Pedagogia, premiados em 1º e 2º lugar, respectivamente, no I Encontro das Mãos Literárias da Universidade Federal de Minas Gerais, que aconteceu nos dias 29 e 30 de novembro. O primeiro projeto conta com coordenação da professora Thaís Almeida Cardoso Fernandez, do Departamento de Biologia Geral, já o segundo, com coordenação da professora Michelle Nave Valadão, do Departamento de Letras, e realização do mestrando em Letras Carlos Antônio Jacinto.

Para a diretora de Programas Especiais da Pró-reitoria de Ensino, Michelle Valadão, a premiação desses projetos com a participação de servidores da UFV de diferentes departamentos e setores reforça a política de incentivo para estudos de educação inclusiva da UFV e demonstra que a importância dos projetos da Universidade tem sido reconhecida. Ela destacou ainda que essas conquistas são decorrentes de um trabalho intenso que se iniciou há cerca de 10 anos e tem se desenvolvido e se consolidado cada vez mais.

Mais informações sobre os projetos e ações da UFV na área podem ser obtidas na página da Unidade de Interdisciplinar de Políticas Inclusivas.

Fonte: UFV.

Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar