Saúde & Bem EstarUFV

Festa de formatura da UFV será da mesma cervejaria que está sob suspeita de contaminação

Um laudo da Polícia Civil revelou, após exames preliminares, a presença da substância tóxica dietilenoglicol em dois lotes de amostras da cerveja Belorizontina, principal marca da cervejaria artesanal Backer, com sede em Belo Horizonte.

A análise das amostras faz parte de uma investigação conduzida pela polícia sobre a morte de um homem e a internação de outros sete em cidades de Minas Gerais, desde o final do ano passado.

A cervejaria, havia sido a escolhida pela comissão nas festividades dos formandos janeiro 2020 da UFV.

Em nota divulgada nas redes sociais, a Coordenação Formandos Janeiro 2020, destacou que já está ciente sobre o ocorrido com a Cerveja Belorizontina e que já entrou em contato com a empresa para esclarecimentos e ações. “Ressaltamos que estamos fazendo o possível para que o melhor baile da década entre para a história. Atenciosamente, Subcoordenadoria de Cervejaria”, destacou.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar