CidadeSaúde & Bem Estar

SES-MG confirma caso suspeito de síndrome nefroneural em Viçosa e divulga outro em São João del Rei

Informação foi publicada na tarde desta terça-feira (14) em um novo boletim de atualização. As regiões da Zona da Mata e Campos das Vertentes chegam a três casos.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou na tarde desta terça-feira (14) uma nova atualização da investigação dos casos de Síndrome Nefroneural provocada por intoxicação exógena. Na Zona da Mata e Campo das Vertentes são três casos suspeitos notificados

No documento, foi confirmada a notificação do caso suspeito que o G1 havia divulgado na semana passada em Viçosa. Uma paciente, do sexo feminino, deu entrada no Hospital São João Batista e segue internada na instituição.

Na atualização, também foi divulgado um novo caso suspeito em São João del Rei. Segundo informou o secretário Municipal de Saúde, José Marcos Ferreira de Andrade, trata-se de um homem de 30 anos, que foi internado na Santa Casa da cidade e, posteriormente, encaminhado para Belo Horizonte.

A reportagem do G1 entrou em contato com a unidade hospitalar, mas foi informada que não havia ninguém para falar sobre o assunto.

O terceiro caso das regiões é o de Ubá, que resultou na morte do paciente Paschoal Dermatini Filho, de 55 anos, que estava internado em Juiz de Fora.

No total, foram notificados 17 casos suspeitos de intoxicação exógena por Dietilenoglicol, dos quais, 16 são do sexo masculino e um feminino. Quatro casos foram confirmados e um caso evoluiu a óbito e os 13 restantes continuam sob investigação.

Conforme a SES-MG, os casos são divulgados de acordo com o município de residência dos pacientes. Veja abaixo as cidades em que a doença foi registrada.

Síndrome Nefroneural em Minas Gerais

Cidade Caso
Belo Horizonte 12
Ubá 1
Viçosa 1
São João del Rei 1
São Lourenço 1
Nova Lima 1

Morte

Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, a Polícia Civil informou que, o resultado de exames realizados no paciente Paschoal Dermatini Filho, de 55 anos, que morreu em Juiz de Fora, em decorrência da síndrome nefroneural, revelaram a presença da substância dietilenoglicol no sangue.

A substância também foi encontrada na cerveja Belorizontina, da empresa Backer, que Paschoal havia consumido. Além do dietilenoglicol, a Perícia Técnica também encontrou a substância monoetilenoglicol nas bebidas de três lotes.

Ministério da Saúde investiga síndrome nefro neural em Minas Gerais  — Foto: Reprodução/TV Globo Ministério da Saúde investiga síndrome nefro neural em Minas Gerais  — Foto: Reprodução/TV Globo

Ministério da Saúde investiga síndrome nefro neural em Minas Gerais — Foto: Reprodução/TV Globo

Ações nas regiões

Juiz de Fora

Com isso, moradores da cidade que estão com unidades do produto em casa e temem que os mesmos façam parte de algum lote suspeito, podem entregá-las na sede do órgão, que funciona no Bairro Morro da Glória.

Os lotes contaminados com dietilenoglicol, segundo a Polícia Civil, até o momento, são: L1 1348, L2 1348 e L2 1354 da cerveja Belorizontina e Capixaba (nome comercial da bebida no ES).

O G1 entrou em contato com o Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), que informou que há possibilidade de realizar a troca da mercadoria.

Conforme o Procon, os consumidores que tiveram a cerveja nos lotes específicos, devem ir à agência, localizada na Avenida Presidente Itamar Franco, 992, para fazer o registro da reclamação e informar a quantidade de bebida comprada.

Ainda segundo o órgão, a demanda será encaminhada ao Ministério Público (MP) que definirá futuras deliberações.

Viçosa

A Prefeitura de Viçosa informou que intensificou a fiscalização nos comércios e bares do município com o objetivo de coibir a comercialização da cerveja. A medida é preservar a saúde dos consumidores.

Os locais que descumprirem a orientação serão autuados conforme a Lei Municipal 1468/2001, que prevê multa gravíssima de R$ 2 mil a R$ 5 mil.

Fonte: G1.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar