Região

Pela terceira vez em 90 dias, Ponte Nova sofre por conta das chuvas

As fortes chuvas que atingiram a Zona da Mata no final da noite de quarta-feira (12) e na madrugada desta quinta-feira (13) também provocaram muitos estragos em Ponte Nova. De acordo com o prefeito Wagner Mol em vídeo publicado no Facebook, choveu 48 milímetros em apenas uma hora no município.

Foram registradas muitas ocorrências de inundação, deslizamento de barrancos e queda de árvores. As aulas da rede municipal de ensino foram suspensas.

Em função do grande volume de chuvas, o prefeito Wagner Mol e a vice-prefeita Valéria Alvarenga se reuniram em seu gabinete. Estavam presentes secretários, assessores, técnicos e o coordenador da Defesa Civil, visando dar maior mobilização e celeridade no atendimento à população atingida por inundações, enxurradas e deslizamentos.

Em transmissão ao vivo no Facebook, o chefe da Defesa Civil Municipal, Cícero Gomides, falou sobre as consequências das chuvas. “Choveu muito forte na cabeceira do Ribeirão Oratórios e do Ribeirão Vau Açu, alagando várias residências na Vila Oliveira; e, por volta de uma hora da tarde, infelizmente, o Ribeirão Oratórios vai sair da calha lá no Ana Florência”.

Ele também falou sobre o Rio Piranga. “Tivemos uma informação agora do pessoal que trabalha lá que chegou na vazão de 306 m³ por segundo. É uma vazão ainda muito tranquila pra gente aqui. Até o presente momento, a gente não tem risco nenhum de enchente no nosso município, mas a população ribeirinha tem que ficar atenta porque continua subindo a cabeceira do Rio Piranga.

Na mesma transmissão, o Tenente Lourenço, do Corpo de Bombeiros do município, pediu à população que acredite nas informações que são repassadas e que evitem ir de carro a alguns locais, uma vez que a água pode subir rápido, o que pode provocar prejuízos materiais e oferecer risco à vida das pessoas.

“Basicamente, o que a gente pede é calma, que as pessoas procurem sempre estar informadas acessando a página da prefeitura, acessando a página também do Corpo de Bombeiros, que nós estaremos disponíveis. Liguem 193 sempre que necessário no menor risco, acreditem que esse risco pode evoluir. E pra alguém que estiver perto de algum local onde estiver ocorrendo algum tipo de deslizamento de terra, por favor, saia rápido do local, procure algum lugar pra se abrigar e ligue pro Corpo de Bombeiros e pra Defesa Civil”, disse o tenente.

Aos moradores das proximidades de locais que já foram inundados ou alagados, ele solicitou o desligamento de aparelhos elétricos, evitando, assim, um curto-circuito.

Em caso de problemas, ligue imediatamente para a Defesa Civil 199/(31) 3819-5454.

Alguns pontos de bloqueio, alagamento e deslizamento de encostas:

  • Rua Felisberto Leopoldo (Santa Teresa), próximo à fábrica de papel;
  • Avenida Abdalla Felício (Centro), próximo à Minas Auto;
  • Rua Carangola (Santo Antônio I), próximo à escola;
  • BR-120, próximo ao Santa Helena;
  • EMG-262 sentido Belo Horizonte.

Veja vídeo e fotos

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar