fbpx
Saúde & Bem Estar

Viçosa tem oito casos confirmados de dengue

Em períodos de mudanças de hábitos por conta da pandemia de Covid-19, outros vírus que também causam doenças graves exigem nossa atenção. Desde o início do ano, Viçosa registrou oito casos confirmados de dengue. A dengue, assim como a Zika e Chikungunya, são doenças virais transmitidas pela picada do mosquito Aedes aegypti.

De acordo com o Setor de Vigilância Epidemiológica, em 2020, até agora, foram 21 notificações de dengue: 8 confirmados, 4 descartados e 9 em investigação; um caso descartado de Chikungunya. Até o final de fevereiro, eram 5 casos. Durante o período de março, o Setor de Vigilância registrou mais 3 casos. O último levantamento do índice rápido de infestação do mosquito (Liraa) apontou que o município está em situação de médio risco em relação à presença do Aedes aegypti.

Para conter o avanço da doença, os agentes de endemias que foram deslocados para ajudar no controle das barreiras sanitárias vão voltar a atuar no combate ao mosquito. Nesta semana, as equipes foram escaladas para realizar ações pontuais nos locais com altos índices de notificação. Após a varredura de pontos com infestação do mosquito, serão traçadas estratégias de combate aos focos. Os bairros com maior registro de notificações são: Nova Viçosa, Centro e Bom Jesus.

A população pode contribuir com o trabalho de fiscalização. A prefeitura tem um número de telefone exclusivo para informações relacionadas à dengue: 3892-6430. É preciso informar o endereço completo e relatar o problema para que os agentes possam ir até o local indicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo