fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Viçosa amplia unidades de referência para pacientes com suspeita de Covid-19

O Governo de Minas Gerais prevê o pico da pandemia do coronavírus no estado entre os meses de julho e agosto. Em Viçosa, as medidas adotadas logo no início da pandemia tem se mostrado eficientes, evitando o avanço da doença. A partir da próxima segunda-feira (06), a Secretaria Municipal de Saúde vai ampliar as unidades de referência para atendimento precoce, voltado para as ações de saúde exclusivas de Covid-19. A mudança consta na Portaria nº 113/2020 da SMS. Serão 5 Unidades Básica de Saúde (UBS) que serão referência para triagem e atendimento de pacientes com suspeitas da doença.

Segundo a portaria, o paciente que apresentar sintomas da doença deverá entrar em contato com com o serviço de atendimento Telessaúde Covid. Identificada a necessidade de avaliação presencial do paciente, as equipes do Telessaúde Covid agendam a consulta na UBS de referência. Na unidade, será feita triagem e, em caso de confirmação das suspeitas, o paciente será notificado a ficar em isolamento. Ao mesmo tempo, a UBS, de acordo com a solicitação médica, irá informar à Vigilância epidemiológica da necessidade de coleta de material para teste daquele paciente. Assim, será agendado com o paciente a coleta do material que seguirá para o laboratório da UFV.

As Unidades de Saúde que passarão a ser referência são população:

  1. UAES-Covid, no Centro, que atenderá o Centro, bairros Santo Antônio, Silvestre, João Braz, Novo Silvestre e São Sebastião.
  2. UBS São José do Triunfo, que atenderá São José do Triunfo e Cachoeiro de Santa Cruz.
  3. UBS Bom Jesus, que atenderá os bairros Bom Jesus, Fátima, Estrelas, Conceição, Sagrada Família e Santa Clara.
  4. UBS Barrinha, atenderá os bairros São José, Barrinha, Amoras, Inácio Martins e Nova Era.
  5. UBS Nova Viçosa atenderá os bairros Nova Viçosa, Posses e adjacentes.

Dessa forma, a Unidade de Atenção Especializada em Saúde (UAES) deixa de funcionar aos domingos. Os casos considerados graves serão encaminhados em ambulância para o Hospital São João Batista que segue funcionando 7 dias na semana, sendo referência de atendimento preferencial para Planos de Saúde entre 07h e 19h e, à noite, para pacientes do SUS e também de Planos de Saúde.

De acordo com o Secretário de Saúde de Viçosa, Marcus Schitini, as mudanças proporcionam maior cobertura de atendimento primário de saúde para a população e melhores condições de identificar possíveis casos positivos. “Com a previsão estadual de que, no pico da pandemia, cerca de 5% da população das cidades pode precisar de algum atendimento médico, temos que adotar estratégias preventivas”, ressalta.

Teleatendimento

Antes de acionar qualquer unidade de referência, o paciente deve fazer contato por telefone com equipes médicas. O serviço telefônico específico para orientações e atendimento remoto de casos suspeitos de Covid-19 foi criado em Viçosa no dia 17 de março, sendo um dos primeiros de Minas Gerais. Desde o dia 22 de abril, o serviço conta com parceria da UFV para fazer triagem e monitoramento periódico de pacientes em isolamento.

O atendimento via telefone segue os princípios do atendimento presencial, adotando-se, preferencialmente, o Método Clínico Centrado para a entrevista clínica. A vigilância ativa e continuada dos pacientes em isolamento domiciliar é fundamental. Por isso, [e mantida a comunicação do profissional de saúde com o paciente durante todo o cuidado doméstico até o fim do período de isolamento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo