fbpx
CidadeEconomia

Boletim do Índice de Preços ao Consumidor de Viçosa registra inflação em junho

Em junho, a inflação apresentou elevação de 1,50% em Viçosa. De acordo com o boletim do Índice de Preços ao Consumidor de Viçosa (IPC-Viçosa), divulgado pelo Departamento de Economia (DEE) da UFV, isto significa que os preços voltaram a aumentar na cidade.

Os sete grupos que compõem o IPC-Viçosa tiveram variações positivas: Alimentação (3,79%), Artigos de Residência (2,28%), Vestuário (0,85%), Habitação (0,69%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,59%), Educação e Despesas Pessoais (0,17%) e Transporte e Comunicação (0,29%). Segundo o boletim, o maior impacto foi verificado no grupo Alimentação, o que pode estar relacionado com a pandemia da Covid-19, já que as pessoas em isolamento social estão cozinhando mais, aumentando a demanda e os preços dos produtos alimentícios.

Por outro lado, o custo da cesta básica recuou (-1,50%). Cinco dos 13 produtos considerados apresentaram redução de preços, com destaque para o tomate (-29,25%) e a banana prata (-17,17%). O valor da cesta básica foi de R$ 356,85 para 351,48 – R$ 5,37 mais barata em comparação ao mês anterior.

A evolução dos preços dos bens e serviços pagos pelos consumidores viçosenses é acompanhada pelo DEE desde 1985. Os boletins e as séries históricas do IPC-Viçosa estão disponíveis em www.dee.ufv.br.

Divulgação Institucional

ARQUIVO(S) ANEXO(S)

Fonte: UFV.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo