fbpx
RegiãoSaúde & Bem Estar

Prefeitura de Visconde do Rio Branco realiza testes rápidos nas residências de pacientes com suspeita de COVID-19

Como forma de monitorar e tratar os casos de covid-19 no município impedindo o avanço da doença, a Secretaria de Saúde tem realizado testes rápidos nas residências de pacientes suspeitos a fim de preservá-los e, ao mesmo tempo, prevenir uma possível transmissão do vírus. A ação, que teve início em junho, já atingiu cerca de 300 rio-branquenses, número que será expandido em breve com a chegada dos mil testes adquiridos pela Prefeitura para reforçar a iniciativa. “Só nesse final de semana foram mais de 50 testagens, o que tem ocorrido diariamente em diversos bairros da cidade, dentro do critério de pessoas sintomáticas (ou que já apresentaram sintomas), que procuraram uma Unidade de Saúde e foram notificadas. Nós estamos agendando e indo até a residência de cada uma delas”, explica o responsável pela pasta, Thiago de Castro.
Segundo ele, a medida auxilia no diagnóstico, mas sobretudo no manejo dos pacientes positivados, bem como de seus contatos domiciliares e profissionais, entretanto, a negligência ao isolamento tem sido um obstáculo para o êxito desse processo. “Aqueles que se enquadram no protocolo de caso suspeito recebem um termo de isolamento no intuito de proteger não só a si, como a todos os cidadãos, o que deve ser feito de maneira responsável. Porém, às vezes chegamos até a residência do indivíduo para a realização do teste rápido e ele não se encontra em casa. Pedimos a compreensão e colaboração dessas pessoas em respeito à população e aos que infelizmente vieram a óbito na cidade”, destaca.

TESTE RÁPIDO SÓ PODE SER REALIZADO A PARTIR DO OITAVO DIA DE SINTOMA
Uma das responsáveis pelo trabalho, a Enfermeira Coordenadora de Vigilância em Saúde, Maraísa Toledo, explica que o referido tipo de testagem só pode ser feito após uma semana dos indícios da doença como forma de assegurar a exatidão do resultado. “O teste rápido é realizado em amostras de sangue capilares a partir do oitavo dia de sintomas, porque se for efetuado antes, como geralmente não existem anticorpos suficientes na corrente sanguínea, pode ser que haja um falso negativo”, diz ao comentar ainda sobre a importância da iniciativa. “Nós optamos por realizar os testes nas residências para evitar que os pacientes quebrem o isolamento, logo, se eles realmente estiverem contaminados, a chance de reduzirmos a propagação do vírus é grande”, completa.
De acordo com o Prefeito Iran, a ação tem surtido efeito direto no aumento de notificações do novo coronavírus em VRB, mas, em contrapartida, proporciona ao Executivo maior clareza nas medidas em combate à pandemia. “Além dos 1380 testes disponibilizados pelo Governo, compramos mais mil a fim de que todos os casos suspeitos possam ser devidamente avaliados. Isso vai nos dar um panorama de como frear o avanço da doença de forma estratégica e transparente no município, sem subnotificações”, finaliza.

Confira em https://bit.ly/2Zt1OaH

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo