fbpx
Minas GeraisSaúde & Bem Estar

Minas tem 3 regiões de saúde com mais de 80% de leitos de UTI ocupados

Taxa geral no estado está em 70%. Em BH, índice permanece estável, em 86%.

Minas Gerais está com 70% dos leitos de terapia intensiva ocupados. Apesar da estabilidade do índice geral, quatro macrorregiões de saúde apresentam situação preocupante, com o índice superando os 80%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (15), mas se referem à véspera.

Minas é dividido em 14 macrorregiões de saúde. A que tem maior taxa de ocupação de UTIs é a do Vale do Aço, que chegou aos 90%; seguido pelo Triângulo do Norte, que é uma subregião do Triângulo Mineiro, com 85,5% e Centro, onde está a capital mineira, que atingiu 80%.

Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação geral dos leitos de terapia intensiva tem se mantido estável, em 86%. No caso de leitos específicos para pacientes com sintomas de Covid-19, o índice subiu um ponto percentual em relação à véspera, chegando a 85%. Nesta semana, houve ampliação de 20 leitos de terapia intensiva na capital, o que contribuiu para a redução da ocupação.

Leitos de enfermaria

No caso de leitos de enfermaria, a taxa de ocupação geral no estado é de 60%. Só de pacientes com Covid-19 são 1.721 internados. Minas Gerais não divulga o total de leitos tanto de enfermaria quanto de UTI para Covid-19.

Em Belo Horizonte, a taxa de ocupação geral dos leitos de enfermaria está em 66%. No caso dos leitos exclusivos para pacientes com Covid-19, a taxa está em 74%.

Fonte: G1.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo