fbpx
Cidade

Padarias e studios de Viçosa estão liberados do rodízio de CPF

Para os demais estabelecimentos, o sistema continua valendo

A partir desta quarta-feira (29), as padarias, studios e espaços adaptados para a prática de atividade física não precisam mais cobrar o número de CPF dos consumidores . A isenção do sistema de rodízio por CPF foi autorizada pelo decreto municipal nº 5.521/2020, assinado pelo Prefeito Ângelo Chequer. Para os demais estabelecimentos, o rodízio continua valendo.
Segundo o Secretário de Saúde, Marcus Schitini, os indicadores de saúde do município são favoráveis para a mudança: “temos nossos parâmetros para flexibilização, entre eles: o isolamento social, a taxa de ocupação dos leitos e a quantidade de casos confirmados a cada semana. Com a situação monitorada constantemente, conseguimos avançar sem correr riscos”, afirma.
 
Rodízio por CPF
O sistema entrou em vigor no município no dia 22 de abril, como forma de controlar o fluxo de pessoas nos espaços comerciais e, ao mesmo tempo, garantir a manutenção das atividades econômicas do município com segurança. Com o rodízio, o consumidor está habilitado a acessar estabelecimentos e serviços em dias específicos da semana, de acordo com o último algarismo do número do CPF.
Uma primeira tabela vigorou até o dia 11 de maio, quando uma alteração nos dias e números, mantida até hoje, equilibrou a quantidade de pessoas permitidas para evitar a formação de aglomerações em filas e espaços públicos como o Calçadão, no Centro.
De acordo com o Prefeito, as medidas adotadas pela PMV precisam ser respeitadas pela população: “a situação ainda é muito instável. Se a doença avançar, não hesitaremos em recuar com as flexibilizações. Por isso, é importante que a sociedade continue respeitando o sistema de rodízio por CPF e as demais regras para o bom funcionamento da atividade comercial do município”, finaliza.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo