fbpx
Cidade

70% dos estabelecimentos vistoriados pela PMV não estavam adequados para a reabertura

Desde do final de abril, a Prefeitura de Viçosa promove a retomada gradual e segura das atividades econômicas suspensas em função da pandemia. A cada decreto, os estabelecimentos autorizados devem implementar as normas técnicas definidas e realizar o cadastro para receber a vistoria. Entretanto, segundo a Vigilância Sanitária, cerca de 70% dos estabelecimentos que são vistoriados não contemplam, num primeiro momento, as normativas estabelecidas.

De acordo com a chefe do setor de Vigilância Sanitária, Wanderleia Santana, é importante que os proprietários leiam os decretos e adaptam o espaço para serem vistoriados: “nossas equipes estão atuando diariamente na vistoria de espaços cadastrados. Mas, muitas vezes, chegamos no local e não há nada preparado e isso acaba atrasando outras vistorias”, afirma.

Procedimentos corretos 

Os dois últimos tipos de estabelecimentos que foram contemplados com decretos foram os Studios e espaços adaptados para a prática de atividades físicas e os restaurantes e lanchonetes. Os documentos, disponíveis no site para acesso público, determinam regras específicas para setor. Somente após a adequação dos espaços físicos, os proprietários devem preencher a requisição de vistoria no site da Prefeitura de Viçosa e aguardar a vistoria. A autorização é concedida após a aprovação na vistoria.

A chefe do Departamento de Fiscalização da Secretaria de Fazenda, Layra Santos, diz que o local que não cumprir as regras pode ser interditado e até pagar multa: “esse não é nosso objetivo. E também não temos como percorrer várias vezes o mesmo estabelecimento para tirar dúvidas que estão no documento oficial. Nosso trabalho é conferir o cumprimento das regras e autorizar o funcionamento”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo