fbpx
Cidade

Pessoas de todos os estados do Brasil já solicitaram acesso às barreiras sanitárias de Viçosa

Levantamento de dados para monitoramento é feito pela Secretaria de Saúde

O nome de Viçosa é conhecido em todo o país por inúmeros motivos que vão desde a excelência no ensino, as tradições culturais e gastronômicas e, recentemente, as positivas ações de saúde pública voltadas para o combate e prevenção ao coronavírus. E um dado que comprova a relevância nacional do município está no sistema online “Coronazero”, criado pela Secretaria de Saúde durante a pandemia, que reúne as informações sobre as barreiras sanitárias. Desde março, quando as entradas da cidade passaram a ser controladas, pessoas de todos os estados da Federação, incluindo o Distrito Federal, solicitaram permissão para atravessar as barreiras e entrar em Viçosa.
O Secretário de Saúde, Marcus Schitini, explica como funciona o sistema. Ele aponta para um mapa do Brasil, em que os estados aparecem preenchidos com diferentes intensidades de cores: “quanto mais forte a cor, significa que mais pessoas daquele estado solicitaram permissão para entrar no município”. Os dados são fornecidos pelas próprias pessoas que preenchem o formulário online das barreiras sanitárias. Assim que a informação é inserida no sistema, automaticamente consta no relatório completo enviado periodicamente aos gestores de saúde e ao prefeito.
A intenção dos relatórios é permitir um controle do avanço da doença no município. Caso alguém que tenha permissão de entrada esteja contaminado, é possível rastrear o endereço de origem e destino, identificar quais contatos foram feitos, decretar quarentena e evitar que o vírus se espalhe rapidamente.
Região Sudeste lidera pedidos
Das 86.970 solicitações, 90% tem procedência de Minas Gerais. O estado do Rio de Janeiro é o segundo da lista, com 1640 solicitações, sendo a maioria de pedidos para regresso de viçosenses que estão longe de casa. Na sequência, o estado de São Paulo, com 1184 pedidos.O Espírito Santo ocupa o terceiro lugar da lista, com 1114 acessos no total.
No Nordeste, a Bahia é o estado cujos moradores mais solicitam acesso à Viçosa, com 136 até o momento. Na região Sul, o Paraná é a origem de 48 solicitações. No Centro-Oeste, Goiás está registrado com 87 pedidos. E na região Norte, o Tocantins tem 15 pedidos, sendo 11 para regresso. O Distrito Federal aparece na tabela com 143 solicitações.
Dados das barreiras sanitárias
Do total de solicitações enviadas ao sistema, 80% são aprovadas. Profissionais das Secretarias de Saúde e de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia avaliam, em média, 1400 pedidos novos por dia. As autorizações são enviadas somente por e-mail. Os três primeiros dias úteis da semana concentram o maior volume de pedidos.
O mesmo CPF pode emitir diversas solicitações no sistema, de acordo com a necessidade. No momento do preenchimento, é possível escolher como motivos para entrada: ser viçosense em regresso de outro município, ter acesso a serviços bancários e comércio, ser profissional autônomo que trabalha em Viçosa ou que retorna após trabalhar fora, precisar de atendimento médico ou odontológico (consultas, exames, procedimentos eletivos, etc.), trabalhar em empresa com sede em Viçosa ou trabalhador no setor do agronegócio.
Para o prefeito Ângelo Chequer, os números reforçam que as medidas de saúde pública, como distanciamento social e as barreiras sanitárias, estão alinhadas com as ações para manter as atividades econômicas, sem sobreposições: “mesmo em tempos de distanciamento social, temos pessoas aqui em Viçosa que vem do Brasil inteiro, por diversos motivos. Por isso, a cautela de todos é importante sempre e as nossas medidas continuam valendo”, finaliza.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo