fbpx
Saúde & Bem Estar

Agosto Dourado reforça a importância do aleitamento materno

Trabalho realizado na Sala de Imunizações orienta as mamães

O mês de agosto é celebrado em todo o país como o mês de incentivo ao aleitamento materno, por meio da campanha “Agosto Dourado”. Em Viçosa, as equipes de saúde da família das UBS’s orientam as mães, especialmente as puérperas, sobre a importância do alimento para a criança.
Na sala de imunizações, localizada na UBS do Centro, também acontece um trabalho de orientação e cuidado. O atendimento acontece de segunda à quinta-feira, de 08h às 12h. A Sala de imunizações fica na UBS do Centro, na rua José da Cruz Reis. O telefone de contato é 31 3892-7657. O mesmo trabalho também é realizado pelo Banco de Leite Humano, que funciona no hospital São Sebastião onde as mães que queiram podem obter instruções e também podem doar leite. O serviço funciona todos os dias, de 07h às 11h e de 13h às 19h. O telefone de contato é o 31 3899-8350.
Segundo a Coordenadora da Serviço de Imunizações do município, Thaís Lopes, as mamães precisam entender que tão importante quanto vacinar a criança é dar a ela o leite materno pelo menos até os sexto mês de vida. “Muitas mamães nos procuram com dúvidas e querendo orientação. Outras vêm para vacinar o bebê e descobrimos que ele não está se alimentando do leite materno. E a principal razão é falta de informação”, explica.

A orientação que acontece na Sala de Imunizações é dada pela Nutricionista Nerilda Lima, que atende às mães que estejam passando por algum problema relacionado ao aleitamento materno. Ela também orienta quanto a forma correta de amamentar e os cuidados que se deve ter durante essa fase. Nerilda destacou algumas informações importantes que toda mamãe, especialmente às de primeira viagem, deve saber.

Uma série de vídeos será divulgada nas redes sociais da Prefeitura, com as informações, dicas e orientações para esta importante fase do desenvolvimento infantil. Confira os temas e assista o vídeo no link ao final da matéria:

O leite materno realmente é suficiente para o bebê?
“Sim. Ele é um alimento completo. Algumas pessoas duvidam disso em razão do bebê continuar chorando após a mamada. Por isso, a mãe precisa, primeiro, saber se a criança está pegando o peito de forma correta. O bom é sempre buscar aconselhamento com profissional de saúde”.

Por quê o bebê precisa do leite materno?
“A criança não nasce totalmente pronta. O sistema imunológico dela é construído até os 12 anos. Nos 6 primeiros meses, o intestino do ser humano é como uma ‘peneira’ onde passa tudo que ela ingerir. Nessa fase, se a criança não recebe somente o leite materno e ingere outros alimentos, pode haver o aparecimento de doenças e outras intolerâncias alimentares em razão da barreira intestinal não estar formada. O leite materno é único alimento que possui as bifidobacterium infantis. A ausência dessas moléculas deixa o aparelho intestinal desprotegido permitindo que doenças se instalem, inclusive as doenças autoimunes”.
Por quê algumas mães acabam dando outros alimentos pro bebê?
“A mãe costuma ouvir de tudo um pouco quando está amamentando. Às vezes ela ouve que que a criança está chorando porque está com fome, ou que o leite dela é fraco e por isso a criança não ganha peso ou, pior ainda, ouve que o leite que vem na latinha é humano. Juntando esses fatores ao fato de que muitas não sabem ao certo por que a criança chora ou por que a criança não está pegando o peito, ela acaba cedendo a outros caminhos quando o ideal seria buscar orientação profissional”.
A criança está com baixo peso. O que fazer?
“Primeiro precisamos entender o que é baixo peso. A criança perde cerca de 10% do peso nos 10 primeiros dias de vida e, depois disso, o normal é ela ganhar de 15 a 35g por dia no primeiro mês. Feito isso é necessário entender o motivo que leva o bebê a não ganhar peso. Isso também pode estar ligado à alimentação da mãe. Se a criança tem uma intolerância alimentar e a mãe consome esse alimento, como por exemplo o leite de vaca, a criança poderá ter um processo inflamatório no intestino que fará com que ela não ganhe peso”.
Chupeta nesse período pode?
“Não, não pode. Quando a criança usa chupeta, ela cria precocemente um processo de alimentação que é o de utilizar a língua para apertar o alimento no céu da boca antes de engolir. O bico do peito da mãe vai direto na garganta e, se a criança aperta ele contra o céu da boca, o leite não irá sair em quantidade suficiente. Assim a criança irá rejeitar o bico do peito por ele estar na posição errada. A gente chama isso de confusão de bico”.
Mães que testaram positivo para Covid-19
Nerilda disse também que a mãe, mesmo tendo testado positivo para o coronavírus, pode continuar amamentando tomando os cuidados de higiene necessários, inclusive o uso de máscara. “Até o momento nenhum estudo comprovado apontou para risco de transmissão pelo leite materno”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo