fbpx
Polícia

Policiais pedem apoio à Câmara Municipal em virtude da Reforma da Previdência

Durante a Tribuna Livre da reunião Ordinária desta terça-feira (18), representantes das Polícias Civil e Penal expuseram à Câmara suas reivindicações a respeito da Reforma da Previdência, proposta pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Apesar de uma portaria da Casa Legislativa restringir a participação dos cidadãos em reuniões plenárias, devido à pandemia do novo Coronavírus (COVID- 19), foi aberta uma exceção para o policial civil, Wilson Gurgel Júnior, e o policial penal, Pedro Ivo.

Ambos detalharam um documento que contém demandas das categorias sobre a reforma previdenciária, e também pede a intervenção dos vereadores junto aos deputados estaduais. A solicitação foi entregue pelo comando das Polícias Civil e Penal às mãos do Presidente da Câmara, Vereador Antônio Elias Cardoso (PODE), na última quinta-feira (13), contendo 14 assinaturas de sindicatos e associações.

Dentre as críticas ponderadas no documento, Gurgel reforçou o desrespeito com o servidor público ao reduzir, em mais, os direitos à previdência desse setor, defendendo que “a integralidade e paridade aos policiais civis, penais e agentes de segurança socioeducativos, com base na última remuneração, deve ser independente à data de ingresso”. O policial penal Pedro Ivo alegou ainda que há um grande desestímulo em ser um profissional da segurança, confirmando que muitos não chegam a se aposentar. “Muitos de nós trabalhamos sem estrutura alguma e já chegamos a 5 anos sem qualquer reajuste salarial”, disse.

Em defesa da causa, o Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PSL) criticou a proposta de reforma do Governador Romeu Zema (NOVO), visto que “é um absurdo o recebimento de apenas 60% do salário, já precário, de agentes de segurança pública, os quais são cidadãos altamente demandados pela sociedade”. Sequencialmente, o Presidente, Antônio Elias, solicitou a formulação da Representação nº 06/2020, em repúdio à Reforma da Previdência e apoio unânime aos agentes de segurança, que será entregue ao Presidente da Assembleia Legislativa (ALMG). Somado a isso, o Vereador Wallace Calderano (PSC) pediu que todos os parlamentares da Casa forneçam cópias da representação da Câmara aos deputados estaduais com os quais têm contato, para que aliem-se à defesa dos direitos dos profissionais na Assembleia.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo