fbpx
Campo

Cafeicultor de Araponga cria “Projeto Semente – café do amanhã” e recebe apoio do SENAR

A iniciativa idealizada pelo cafeicultor Edimar Miranda tem o objetivo de
desenvolver ações sociais que envolvam os trabalhos com a cadeia do
agronegócio café, de preferência os cafés especiais, levando mais informação,
educação e motivação para os jovens e crianças da cidade de Araponga,
especialmente os estudantes da Escola Família Agrícola do município.

O “Projeto Semente – café do amanhã” quer incentivar a juventude a se inteirar
e se envolver com a cafeicultura estimulando a permanência no campo e a
sucessão familiar de qualidade.
“Vamos oferecer oportunidades para os jovens e as crianças. Porque eu acho
que a educação e o conhecimento são a base de tudo. Isso é que forma um
cidadão de bem”, declara Edimar.

O agricultor familiar faz parte do grupo do Programa ATeG Café e conta que o
investimento na produção de café especial e a busca pela qualidade, o
incentivaram a desenvolver e compartilhar a ideia do “Projeto Semente – café
do amanhã”. E foi com o intuito de concretizá-lo, que Edimar buscou a parceria
com Sistema FAEMG/SENAR/INAES.

O cafeicultor entende que as parcerias serão fundamentais para o sucesso do
Projeto e destaca que o SENAR, com sua diversidade de cursos e programas,
sua inovação e experiência “vai trazer tecnologia até o campo e mostrar à
sociedade lá fora, os resultados na qualidade dos produtos e serviços e na
transformação da vida dos envolvidos”.

Para o gerente do escritório regional de Viçosa, Marcos Reis o Projeto é uma
grande oportunidade de estimular a participação das novas gerações na
cafeicultura apresentando o potencial da atividade e ainda pode garantir mais
visibilidade e valorização à produção da região.

“Na medida em que traz parceiros estratégicos, que atuam em diferentes elos
da cadeia do agronegócio café, o Projeto também corrobora para a promoção
da Região das Matas de Minas e de todo seu trabalho para disseminar
informações acerca da produção de cafés especiais; do consumo de cafés de
origem, de qualidade e que fazem bem para a saúde. Marcos ainda destaca
que “a iniciativa pode vir a valorizar os cafés dos produtores participantes, pois
também atrai a atenção de compradores nacionais e internacionais pela causa
justa por que lutam os cafeicultores”.

Primeiros passos

As articulações para implantação do Projeto já começaram. Um encontro em
Araponga reuniu representantes do poder executivo e da educação do
município, o gerente do escritório regional do Sistema em Viçosa, Marcos Reis,
o produtor Edimar Miranda, Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de
Viçosa, Carlos Eduardo de Andrade, a mobilizadora Mirivone da Silveira
Roberto, Padre João e o técnico do ATeG Café no município, Laio Almeida.

Na oportunidade foram apresentadas as propostas de atuação do Projeto e
enfatizada a importância do envolvimento dos diversos setores da sociedade
para que o Projeto seja viabilizado da melhor maneira possível.

Para o futuro

O produtor Edimar Miranda doou duas sacas de café especial que serão
torradas com o apoio da empresa Café dos Reis. O produto será
comercializado com o selo do Projeto e toda a renda revertida às ações
propostas pela iniciativa.
Marcos Reis afirma que “diversas ações estão sendo pensadas e estruturadas
para o Projeto ganhar notoriedade e resultados práticos no desenvolvimento da
educação para jovens das comunidades rurais.
Os planos para o futuro do Projeto Semente ainda incluem estender a atuação
a outros setores econômicos que possam ajudar no desenvolvimento da região
como, por exemplo, o turismo rural e a gastronomia.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo