fbpx
Cidade

Média diária de novos casos cai nos 10 primeiros dias de Setembro

O início do mês de setembro começa com registro de queda no número de novos casos da doença, sendo 20 positivos nesta semana. Na semana passada, foram 24 casos positivos acumulados. E, no final de agosto, o número chegou ao pico de 35 casos positivos em uma única semana.

Os dados foram analisados com base nos boletins epidemiológicos municipais e ajudam a compor a chamada “média móvel” para Viçosa. A média permite avaliar se houve aumento, redução ou estabilidade de pessoas que testaram positivo para a doença dentro de um intervalo de uma semana. O cálculo matemático permite representar, com mais fidelidade, o comportamento do vírus no município. Para calcular a média móvel, basta somar os números de novos casos da doença nos últimos sete dias e dividindo esse resultado por sete, para chegar ao índice diário. Atualmente, a média móvel de Viçosa é de 2,86 novos casos por dia, uma taxa que se equipara a dados obtidos em julho (veja o gráfico).

Mais rigor na fiscalização pode ter surtido efeito no número de novos casos:

No dia 20 de julho, a média móvel de novos casos em Viçosa era de 1,7 caso por dia. Já no final daquele mês, o número subiu para 3,0 e depois para 4,3 no dia 9 de agosto. A partir da segunda quinzena de agosto, quando a fiscalização dos comércios foi intensificada, a média móvel em Viçosa manteve a tendência de alta até indicar a queda percebida nos primeiros dias de setembro.

O Secretário de Saúde, Marcus Schitini, explica que a cada 14 ou 21 dias é possível perceber o aumento ou diminuição de casos, dependendo de como as medidas adotadas estão sendo seguidas: “por isso, as metodologias de flexibilização de atividades consideram esse prazo. Saberemos se as ações atuais terão impacto positivo ou negativo mais pra frente”. O Secretário reforça ainda que, para que os números continuem a tendência de queda, todos deverão respeitar os protocolos diariamente.

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo