fbpx
Minas Gerais

Minas Gerais recebe 91 soluções tecnológicas para diminuir evasão escolar

Inscritos serão selecionados para a semifinal da maior competição de startups de EdTech do mundo

O Hub MG, programa do Governo de Minas, anuncia o resultado das inscrições da maior competição de startups de tecnologia educacional (EdTech) do mundo, o Global EdTech Startup Awards (GESAwards). A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que participa com o desafio “Como usar soluções baseadas em dados para identificar causas e prevenir o abandono escolar?”, recebeu 91 propostas de combate à evasão escolar no estado. O resultado supera a expectativa da organização, que tinha como meta 30 inscritos.

Vindas de países como Suíça, Vietnã, Índia, Nigéria, Zâmbia, China e Estados Unidos, as startups apresentaram soluções de diferentes tipos de tecnologia e modelos de negócios. Entre as iniciativas estão propostas de educação a distância, plataforma de monitoramento de alunos, interação entre os responsáveis e a escola, distribuição de dispositivos com acesso à internet para escolas e alunos, entre outras.

Dos inscritos, 20,9% são da Ásia; 19,8% da África; 16,5% do Brasil; 15,4% da Europa, 11% dos demais países da América do Sul; 9,9% da América do Norte e 6,6% da América Central.

Destaque

Para o coordenador do Hub MG, Thales Luan Dias, ver que Minas Gerais se destaca no cenário internacional, em diferentes países e continentes, foi um resultado extremamente positivo. “Teremos cuidado redobrado com a seleção das melhores soluções para avançarem no processo”, explica.

Até o início de novembro, os semifinalistas do processo seletivo serão anunciados. A partir dessa seleção, as startups escolhidas participarão de uma aceleração pela MindCET e de uma imersão no estado de Minas Gerais pelo Hub MG. “Em seguida, teremos uma nova seleção e elegeremos a campeã até dezembro. O anúncio oficial deve ocorrer em janeiro, junto com as selecionadas dos demais desafios do GESAwards”, prevê Dias.

A competição

O desafio foi lançado em abril deste ano, por transmissão ao vivo feita com representantes de 23 países. Startups de todo o mundo com soluções tecnológicas puderam se inscrever, escolhendo um dos seis desafios propostos: That’s Geography, Let’s Talk Data, School Dropouts, R&D Innovation, Learn & Connect e Human-Machine Pedagogy.

As cinco startups finalistas na temática terão a oportunidade de fazer uma imersão no Brasil. Neste ano, o país está sendo representado por Minas Gerais. O estado foi selecionado por apresentar um desafio relevante e complexo: a identificação e a redução da evasão escolar.

Os números apresentados ao programa reforçam a escolha. Minas tem a segunda maior rede pública de Educação do Brasil, com 1,8 milhão de estudantes distribuídos em 3.617 escolas. Além da oportunidade de se aprofundar no sistema de ensino do Estado e apresentar suas soluções para gestores públicos, a startup vencedora receberá até US$ 100 mil, aportados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para testar sua solução junto ao Governo de Minas.

A iniciativa é uma parceria da Sede (Hub MG), da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), do BID, da Fundação Lemann e da Imaginable Futures.

Conheça o Hub MG

O Hub MG é um programa que apoia o setor público e as médias e grandes empresas mineiras a se manterem inovadoras, conectando desafios relevantes a soluções tecnológicas ao redor do mundo. A iniciativa do Estado já atendeu a 30 organizações com a realização de 33 testes de soluções tecnológicas.

GESAwards

O Global EdTech Startup Awards (GESAwards) é a maior competição de startups da EdTech do mundo, com mais de 3,5 mil empresas inscritas. Iniciada pela MindCET (Israel), a GESA foi fundada Open Education Challenge, dos Estados Unidos, e pela EdTech, do Reino Unido.

Fonte: Agência Minas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo