fbpx
Política

Araponga está entre as poucas cidades de minas que terá somente um candidato à prefeitura

Nas eleições deste ano, cinco cidades da Zona da Mata, Campo das Vertentes, Triângulo Mineiro e Centro-Oeste de Minas têm apenas um candidato a prefeito.

Das cinco candidaturas, quatro são de políticos que buscam a reeleição. Em todo o Brasil, 106 dos 5.568 municípios onde haverá eleição municipal neste ano, apenas uma pessoa se candidatou para ocupar a prefeitura.

Segundo a Justiça Eleitoral, nas cidades onde há apenas um concorrente, é necessário apenas um único voto válido para que o candidato seja eleito. Na prática, portanto, o candidato precisa apenas votar em si mesmo.

Veja quem são os candidatos únicos em cidades de três regiões mineiras:

Centro-Oeste

 

Na cidade de Carmo do Cajuru o atual prefeito Edson Vilela (PSB) é o único candidato ao Executivo. A candidatura dele ainda aguarda julgamento pela Justiça Eleitoral. Em Carmo do Cajuru, são 18.088 eleitores e nas eleições de 2016, a cidade teve três candidatos à Prefeitura.

Triângulo Mineiro

 

Em Delta, Markim (PMN) busca a reeleição e a candidatura dele já foi confirmada pelo TSE. A cidade tem atualmente 6.604 eleitores e no último pleito teve três candidatos ao Executivo.

Zona da Mata e Campo das Vertentes

 

Em Santana do Garambéu , o candidato único é o Dr. Moura Zé Noratinho (PRTB) e a candidatura ainda aguarda julgamento do TSE. Segundo os dados da Justiça Eleitoral, é a primeira vez que ele concorre a um cargo público. Na última eleição municipal os 2.219 eleitores tiveram duas opções de voto.

Em Araponga, Henrique do Juarez (Cidadania) tenta a reeleição para prefeito. A candidatura dele ainda aguarda julgamento da Justiça Eleitoral. No pleito anterior, eram dois concorrentes ao Executivo. Araponga tem 6.731 eleitores aptos a votar em 2020.

Em Coronel Xavier Chaves, o atual prefeito Fúvio do Chico Prefeito (PSDB) também tenta a reeleição. O município tem 2.849 eleitores aptos neste ano e em 2016, eram dois concorrentes à Prefeitura. A candidatura de Fúvio ainda aguarda julgamento da Justiça Eleitoral.

Candidato único

 

Conforme a Lei das Eleições, um candidato precisa, para ser eleito, de 50% dos votos válidos mais um. Votos brancos e nulos não contam como válidos.

No caso de municípios com apenas um concorrente, basta um único voto válido para que o candidato seja eleito.

Caso a candidatura seja indeferida definitivamente pela Justiça Eleitoral após o dia 26 de outubro, com todos os recursos já julgados e não for dado prazo para a substituição da chapa ou do candidato, as eleições são canceladas.

Se o indeferimento da candidatura ocorrer após a votação, em 15 de novembro, o município terá que passar por um novo processo eleitoral.

Fonte: G1.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo