fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

CTI destinado à COVID-19 no Hospital São João Batista continua fechado

O CTI destinado ao tratamento da COVID-19 do Hospital São João Batista continua com o atendimento interrompido.

De acordo com o Diretor do hospital, Sérgio Pinheiro, houve uma interrupção no atendimento do CTI destinado a COVID-19, devido ao fato de que o Ministério da Saúde não teria renovado o contrato de credenciamento.

De acordo com a assessoria da Prefeitura de Viçosa, o contrato do HSJB com o Município de Viçosa, para a implantação dos leitos exclusivos para Covid-19, termina no dia 24 de outubro. Ainda segundo a assessoria, a  renovação do contrato foi solicitada junto ao Ministério da Saúde, para garantir a dotação orçamentária que mantém os leitos, mas o pedido ainda não tem parecer final. Assim, antes do dia 24 de outubro, nenhum leito poderá ser removido. A prefeitura evidenciou que nessa quarta-feira (21) haverá uma reunião na Prefeitura Municipal de Viçosa a fim de encaminhar e resolver a retomada dos leitos.

O Promotor de Justiça de Viçosa, Luís Cláudio Fonseca Magalhães, destacou que o Ministério Público tem acompanhado as ações da Prefeitura de Viçosa e do Hospital São João Batista, e evidenciou que toda essa questão é nacional, visto que Ministério da Saúde não renovou os contratos com diversas cidades. Além disso, Luís Cláudio apontou que está sendo feito um contato direto com o Estado, com reuniões em Belo Horizonte, e discussões com a própria prefeitura, com o intuito de verificar alternativas de financiamento para o CTI COVID-19. Luís Cláudio destacou que o Ministério Público está acompanhando todas as ações e que irá fiscalizar a transparência por parte da Prefeitura de Viçosa, visto que possíveis casos graves que vierem a ocorrer na cidade, terão que ser transferidos, pela interrupção do CTI COVID-19 em Viçosa.

 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo