fbpx
CidadeSaúde & Bem Estar

Viçosa registra 3 novos casos de COVID-19 nesta segunda-feira (26)

A Vigilância Epidemiológica confirmou 3 novos casos de coronavírus em Viçosa nesta segunda (26). Todos os testes são de homens, contatos de casos positivos, que não apresentaram sintomas e realizaram teste rápido pela Secretaria de Saúde. Um de 36 e outro de 45 anos testaram IgG positivo. Outro de 34 anos testou IgM positivo.

Perfil dos casos positivos

Viçosa ultrapassou a marca de 500 casos positivos de Covid-19 no último sábado (24), seis meses após os primeiros registros da doença na cidade, segundo os boletins epidemiológicos locais.

O mês de outubro ainda não terminou e já soma mais casos positivos do que o mês de setembro: são 124 novos casos, contra 103 do mês anterior. Até hoje, o recorde de casos foi no mês de agosto com 135 testes positivos.

A média móvel atual, que ilustra a realidade do número de novos casos em média por dia, é de 6,3 casos. Um aumento de 62%, se comparado a duas semanas, quando a média era de 3,9 casos por dia.

Das 511 pessoas que testaram positivo em Viçosa desde o início da pandemia, 63,8% foram diagnosticadas via teste PCR, 18,8% fizeram sorologia e 17,4% foram detectados em testes rápidos.

Faixa etária e sexo

Do total de casos positivos, as mulheres correspondem a maioria de viçosenses que foram infectados pelo novo coronavírus: 56,3%. Os homens somam 43,7% do total.

A faixa etária que concentra a maioria de casos positivos é a de 30 a 59 anos com 55,2%. As crianças, jovens e adultos de até 29 anos somam 30% do total de casos. Os idosos, considerados grupo de risco para a doença, representam somente 14,8% do total de casos confirmados até agora em Viçosa.

O município tem 4 óbitos confirmados desde o início da pandemia. O número corresponde a 0,8% do total de casos positivos.

Boa parte dos casos positivos, 42%, não apresentaram sintomas da doença. O restante, 58%, teve sintomas como febre (23,8%), tosse (26,8%), dor de cabeça (25,2%), desconforto respiratório (10%) e diarreia (7,3%).

Medidas de prevenção

O aumento no número de novos casos no mês de outubro mostra que os viçosenses não podem se descuidar das medidas de prevenção recomendadas para evitar a contaminação. O uso correto da máscara é de suma importância quando houver a necessidade de sair às ruas.

O distanciamento social também é eficiente porque evita o contato próximo com pessoas que podem estar contaminadas, mas não apresentam sintomas da doença. Além disso, a higienização das mãos com álcool 70% ou água e sabão deve ser constante, bem como evitar levar as mãos aos olhos e boca quando estiver em espaços públicos ou quando tocar em superfícies como balcões de lojas, bancos e portas, e após manusear dinheiro, sacolas em mercados e produtos.

A proteção é o único remédio existente contra a Covid-19 e ajuda o município a manter a doença sob controle.

teste_covid

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo