fbpx
Cidade

Boletim Epidemiológico desta terça (27) confirma 8 novos casos de COVID-19 em Viçosa

Mais 8 pessoas testaram positivo para a Covid-19 em Viçosa, segundo o boletim epidemiológico desta terça (27). O município soma, agora, 519 confirmações, sendo 483 curados, 32 casos ativos e 4 óbitos.

A média móvel de hoje é de 6,3 casos por dia em média nos últimos 7 dias. Esse número é 59% maior que há duas semanas, quando a média era de 3,7 casos/dia.

Sobre os novos casos:

1) Mulher, 23 anos, contato de caso positivo, apresentou dor de cabeça, febre e diarreia. Resultado de coleta de teste PCR enviado pela Secretaria de Saúde ao laboratório da UFV;

2) Homem, 28 anos, contato de caso positivo, apresentou dor de cabeça e febre. Resultado de coleta de teste PCR enviado pela Secretaria de Saúde ao laboratório da UFV;

3) Mulher, 26 anos, profissional de saúde, apresentou febre. Resultado de coleta de teste PCR enviado pela Secretaria de Saúde ao laboratório da UFV;

4) Mulher, 33 anos, contato de caso positivo, sem sintomas. Resultado de coleta de teste PCR enviado pela Secretaria de Saúde ao laboratório da UFV;

5) Mulher, 21 anos, profissional de saúde, apresentou dor de garganta e coriza. Resultado de coleta de teste PCR enviado pela Secretaria de Saúde ao laboratório da UFV;

6) Mulher, 21 anos, contato de caso positivo, sem sintomas, realizou teste rápido na Secretaria de Saúde cujo resultado foi IgG positivo;

7) Homem, 37 anos, sem sintomas, realizou teste rápido na Secretaria de Saúde cujo resultado foi IgM positivo;

8) Homem, 24 anos, apresentou dor de cabeça, tosse e coriza. Fez o teste rápido na Secretaria de Saúde cujo resultado foi IgG positivo.

Medidas de prevenção

O aumento no número de novos casos no mês de outubro mostra que os viçosenses não podem se descuidar das medidas de prevenção recomendadas para evitar a contaminação. O uso correto da máscara é de suma importância quando houver a necessidade de sair às ruas.

O distanciamento social também é eficiente porque evita o contato próximo com pessoas que podem estar contaminadas, mas não apresentam sintomas da doença. Além disso, a higienização das mãos com álcool 70% ou água e sabão deve ser constante, bem como evitar levar as mãos aos olhos e boca quando estiver em espaços públicos ou quando tocar em superfícies como balcões de lojas, bancos e portas, e após manusear dinheiro, sacolas em mercados e produtos.

A proteção é o único remédio existente contra a Covid-19 e ajuda o município a manter a doença sob controle.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo