fbpx
Obras

Período de chuvas exige cuidados de moradores com lixo e construção

As ações preventivas são fundamentais para evitar entupimento da rede pluvial e deslizamento de encostas

Com as últimas semanas de chuvas constantes, a Defesa Civil de Viçosa alerta sobre os riscos dos temporais. As ações preventivas individuais são fundamentais para diminuir os riscos de deslizamentos e enchentes.
De acordo com as médias históricas dos anos de 1968 a 2020, os meses entre outubro a março apresentam os maiores registros de chuvas mensais. Entre novembro de 2019 e março de 2020, Viçosa registrou a média mensal de 295 mm.
A Defesa Civil monitora as áreas de risco e atende a pedidos da população durante as chuvas. No Plano de Contingência de Viçosa, instituído em agosto, foram estudadas e estabelecidas as regiões que podem sofrer deslizamentos e inundações e estabeleceu ações conjuntas com diversos setores da Prefeitura para ações de prevenção, contenção e reparos.
Para o chefe da Defesa Civil, Marcelo Lage, para que tudo funcione e todos estejam protegidos as ações de cada cidadão são decisivas. “Embora todos estejam mobilizados para atuar nos pontos críticos do município, as pessoas também podem colaborar, respeitando os locais adequados para descarte de lixo, construindo contenções e longe do leito de rios”, explica.
A secretaria de Obras realiza ao longo de todo o ano a limpeza de córregos e ribeirões e a população pode ajudar não jogando entulho e lixo e respeitando a distância do leito. É importante ressaltar que todas as obras de construção e reforma devem ser autorizadas pelo Instituto de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (IPLAM), um passo importante para evitar problemas futuros.
A Defesa Civil funciona em forma de plantão e atende pelos telefones 199 e (31) 99636-9104.
Recomendações durante a chuva:
  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva;
  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos;
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores;
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros;
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199);
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água, avise imediatamente a Defesa Civil (199);
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo