fbpx
Política

Justiça Eleitoral de Viçosa emite ofício de inexistência de pesquisa de opinião pública na empresa Opus

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Geral, por meio da 282ª Zona Eleitoral de Viçosa emitiu um ofício que relata a inexistência de pesquisa de opinião pública na empresa Opnus.

De acordo com a Juíza Eleitoral, Giovanna Travenzolli Abreu Lourenço, inexiste o registro de pesquisa eleitoral na forma da lei, até o momento, realizada pela empresa OPUS Consultoria e Pesquisa LTDA no município de Viçosa.

Segundo o ofício, a pesquisa derivou de um número “fake”, já que sua divulgação foi feita e rapidamente compartilhada. Nessa pesquisa, o candidato intitulado “Raimundo Violeira” estaria com a maioria dos votos válidos, enquanto que os demais candidatos, nem mesmo alcançariam a margem de 10% do eleitorado.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo