fbpx
Cidade

Como proceder diante de sintomas de Covid-19 ou de contato com caso positivo

Saiba mais sobre os protocolos de atendimento para sintomáticos e assintomáticos

O aumento de casos de Covid-19 em Minas Gerais e nas cidades da microrregião de Viçosa reforça a necessidade do cumprimento dos protocolos por parte dos serviços epidemiológicos do município. Os pacientes suspeitos de terem sido infectados pelo coronavírus seguem as normas estabelecidas pela Secretaria de Saúde.
O protocolo municipal contempla atendimento para pessoas que apresentaram sintomas e pessoas que tiveram contato direto com casos positivos. Os testes são aplicados de acordo com a nota técnica n° 08/2020 da Secretaria Estadual de Saúde. Segundo a nota, as situações com indicação para coleta de amostra e testagem para Covid-19 referem-se aos casos de Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG), óbitos, profissionais de saúde com sintomas, profissionais de segurança pública com sintomas, pacientes com comorbidades e que apresentem sintomas, assim como os idosos com mais de 60 anos que também tenham apresentado algum dos sintomas da doença.
O atendimento aos pacientes que apresentam algum sintoma acontece por meio do atendimento por telefone, no serviço Telessaúde Covid. No teleatendimento, a população pode tirar dúvidas a respeito dos sintomas ou sobre como proceder no caso de contato com pacientes positivos. De acordo com o protocolo, ao chegar em um hospital ou na própria Unidade Central Covid, a pessoa sintomática será atendida por um médico e poderá ser encaminhada para teste de PCR ou teste rápido, conforme o encaminhamento. As UBSs de Nova Viçosa e São José do Triunfo também atendem aos pacientes sintomáticos.
A Unidade Central Covid, instalada no Centro de Convivências da APAE, localizado na rua José dos Santos, n° 21, em frente ao Centro Educacional Dr. Januário. A Unidade vai operar, inicialmente, até o dia 31 de dezembro.
Realização de testes
Segundo a Vigilância Epidemiológica, para os casos de pessoas assintomáticas e que tiveram contato com caso positivo, é feito um rastreio epidemiológico. A pessoa é isolada e, se for comprovado o contato com caso positivo, é realizado teste rápido após 14 dias. A Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Lilian Souza, explica: “os pacientes com sintomas da doença são testados de acordo com o protocolo médico em PCR, para sintomas até 7 dias, ou teste rápido 14 dias depois dos primeiros sintomas. Os pacientes assintomáticos só deverão ser testados caso sejam comprovadamente contatos de casos positivos”.
Os  testes de PCR são coletados em pacientes até o 7º dia de sintoma. Após isso é necessário aguardar a janela imunológica de 14 dias para realizar o teste rápido. Nesse período o paciente deve ficar em isolamento. No teste rápido, caso o resultado seja IgM positivo, o paciente ainda está na fase ativa da doença. No entanto, se o resultado for IgG positivo, o paciente poderá ser considerado curado pelo médico.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo